i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
incêndio

Prefeitura do Rio contesta Flamengo e diz que não liberou contêiner para ser usado como dormitório

    • Rio
    • Estadão Conteúdo
    • 10/02/2019 21:18
    THIAGO RIBEIRO/AFP | /
    THIAGO RIBEIRO/AFP| Foto: /

    A Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou uma nota neste domingo contestando declarações do CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, sobre o incêndio no alojamento que matou dez jogadores da base entre 14 e 16 anos e feriu outros três. O órgão disse que não é verdadeira a informação de que a instalação foi certificada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente para ser utilizada como dormitório. Por causa disso, segundo o órgão, uma investigação será aberta na próxima semana e o Flamengo terá que responder por tais práticas.

    >> Tragédia no Flamengo: tudo sobre o incêndio no Ninho do Urubu

    A prefeitura acrescentou que a afirmação “é infundada” por não estar dentro das atribuições do órgão. “Qualquer declaração contrária carece de provas documentais e/ou testemunhais”, disse, por meio de nota.

    Saiba mais: Flamengo diz que espuma de contêineres não favorecia propagação de chamas

    Segundo o órgão, o empreendimento do tipo Centro de Treinamento (CT) é obrigado a seguir exigências técnicas, envio de documentos, obtenção de licenças de vários órgãos fiscalizadores de diferentes entes da Federação. “Conforme depoimento do próprio CEO do Flamengo, em entrevista coletiva dada ontem (sábado), ele admitiu não possuir a aprovação do Corpo de Bombeiros e nem das secretariais municipais de Fazenda e Urbanismo. Portanto, o CT e o contêiner não poderiam estar operando”, informou a Prefeitura.

    Leia também: Vítima de incêndio no CT do Flamengo sai da UTI; outro atleta segue em estado grave

    Porém, informou que, no âmbito da Secretaria Municipal de Urbanismo, a fiscalização da primeira fase (documental) está “rigorosamente” em dia. Mas a licença, segundo a Prefeitura, permitia apenas a construção de prédios e não a sua utilização. O documento tinha validade até março de 2019. “O Flamengo pôs os prédios do CT Ninho do Urubu em operação sem o Habite-se, o que impediu a vistoria por parte dos técnicos da secretaria de Urbanismo”, explicou.

    A prefeitura ressaltou que o Código de Obras e Edificações da cidade estabelece que a responsabilidade pelo projeto e execução das obras e instalações “cabe exclusivamente aos profissionais que os assinaram”. “Significa que cabe ao engenheiro responsável técnico a responsabilidade pelo projeto em execução. Os mesmos serão chamados a prestar esclarecimentos”, informou.

    LEIA MAIS

    >> OPINIÃO: O Flamengo assassinou Zico, Júlio César e Vinícius Júnior

    >> Alojamento do Flamengo não tem licença da Prefeitura; área é indicada como estacionamento

    >> Mario Vitor Rodrigues: Que torcida é essa?

    >> Flamengo diz que falta de licenças “não tem nada a ver” com incêndio no CT

    >> Lei prevê que CBF e Flamengo podem ser responsabilizados por incêndio no CT

    >> Prefeitura diz que Flamengo pagou 10 de 31 multas por irregularidades em CT

    >> CT do Flamengo não estava regular junto ao Corpo de Bombeiros

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.