i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Basquete

Time completo e técnico "durão" fazem Varejão crer em medalha no Mundial

'As expectativas são as melhores possíveis', afirma o ala-pivô do Cleveland

  • PorGloboesporte.com/Globo.com
  • 14/07/2010 07:47
 | Reuters
| Foto: Reuters

A reunião dos jogadores que atuam fora do país e a presença de um técnico com um currículo admirável têm deixado Anderson Varejão otimista para o Mundial de Basquete, que será realizado de 28 de agosto a 12 de setembro, na Turquia. O ala-pivô do Cleveland Cavaliers, que já está no Rio de Janeiro para se apresentar na segunda-feira (19) à seleção, acredita que desta vez o Brasil estará na briga por medalhas.

"As expectativas são as melhores possíveis. Com a equipe completa, acho que temos grandes chances de brigar por uma medalha. É isso o que a gente quer. Ano passado, já fizemos uma campanha muito boa. É claro que Mundial é diferente de Copa América, mas a gente está indo bem", declarou.

Depois de dois anos fora da seleção, Varejão ajudou a seleção brasileira a conquistar a Copa América, no ano passado. Na ocasião, no entanto, Nenê foi o desfalque. No Mundial de 2010, a promessa é de equipe completa com os três jogadores da NBA (Varejão, Leandrinho e Nenê), além do recém contratado para a próxima temporada Tiago Spliter.

"Desta vez, o time vai estar completo. No último Mundial, não estava. Esse vem sendo o grande problema da seleção brasileira nos últimos anos. Falando por mim, eu tive que ficar fora um ano por problema de contrato e outro por lesão. Acho que em uma competição rápida como o Mundial, que você joga todos os dias, o mais importante é a seleção brasileira chegar bem e completa", afirmou.

A contratação do técnico argentino Rubén Magnano também motivou os jogadores brasileiros. Afinal, o treinador tem um título olímpico e um vice-campeonato Mundial pela Argentina no currículo.

"Eu já joguei várias vezes contra ele. É um técnico durão, pega pesado. Tive oportunidade de conversar com ele em Cleveland e ele me mostrou isso mais uma vez. É um técnico que tem currículo, que foi campeão olímpico e vice-campeão mundial e que vem com boas intenções. Ele quer ajudar a seleção brasileira, sabe que a gente tem um grupo de muito talento. Então, acho que está tudo no caminho certo", disse Varejão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.