Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Edward James Olmos, Ridley Scott, Daryl Hannah e Rutger Hauer, na exibição de "Blade Runner: a versão final", em Veneza | AFP/Gazeta do Povo
Edward James Olmos, Ridley Scott, Daryl Hannah e Rutger Hauer, na exibição de "Blade Runner: a versão final", em Veneza| Foto: AFP/Gazeta do Povo

Ricardinho chegando

O coordenador de futebol João Carlos Vialle garantiu que o Coritiba ainda não fechou a contratação do meia Ricardinho, que se desligou do Botafogo recentemente. As conversas estão adiantadas, mas a parte financeira ainda emperra o acerto. "Continuamos conversando. O jogador está liberado do Botafogo, mas existem detalhes importantes - que se resumem a dinheiro – que ainda não foram acertados".

De acordo com Vialle, resolvida essa questão, o jogador pode ser apresentado. "Em principio a pedida salarial que eles fizeram foi absurda. Enviamos uma contra-proposta e ainda estou aguardando a resposta do empresário do jogador. É bom lembrar que é um jogador que esta atuando pelo Botafogo, um time de primeira divisão. É experiente, jogou em equipe como o São Paulo, e tem um currículo bom. Ele não está chegando para encher prateleira".

O Coritiba tem nesta terça-feira, a partir das 20h30 no estádio Anacleto Campanela contra o São Caetano, a chance de confirmar que o mês de setembro não precisa ser temido pelos torcedores. Este mesmo mês, no ano passado, ficou marcado pela derrocada do time que dias antes era líder da competição e que no final do campeonato não conseguiu a sonhada volta à 1.ª divisão do futebol nacional. Contra o time paulista, o Coxa tem a chance de conquistar sua segunda vitória no mês "9" e pode até assumir liderança.

A vitória do último sábado contra o Ituano contabilizou com três pontos na tabela para o Coritiba, mas deixou um clima de desconfiança no ar para a torcida. O time teve alguns problemas e não conseguiu encantar, já que o placar de 2 a 0 poderia ter sido mais elástico diante da inferioridade do adversário. Isso tudo será esquecida se acontecer um novo sucesso contra o Azulão - além de um tropeço do Criciúma diante do Marília - que levaria o alviverde paranaense para a liderança da Série B

Para o jogo desta terça, o técnico René Simões terá dois problemas para escalar o Coritiba, fora os que já acompanham o time (como a contusão de Juninho, Henrique Dias e Careca). O meia Caíco, que teve atuação de destaque no jogo anterior, e o volante Veiga, que substituía Careca, sentiram dores e foram vetados pelo Departamento Médico Coxa.

No treino desta segunda-feira, realizado na cidade de Santo André, no interior paulista, o comandante alviverde testou algumas alternativas. Sem realizar um treino coletivo, Simões fez trabalhos de posicionamentos para tentar despistar "espiões" do time adversário, que tem sede próximo ao local de treinos do Coritiba.

Certo é que Rodrigo Mancha e Gilberto Flores começaram os treinos como titulares, deixando a expectativa de que o time apareça no 3-5-2, com Mancha, Douglas Silva e Pedro Ken na meia. Anderson Lima, Jeci e Henrique seriam os zagueiros, com Gilberto Flores e Carlão atuando pelas alas. Hugo, Anderson Gomes e Edson Bastos completariam o time.

O camisa 1 alviverde está confiante em um bom resultado e destacou a vitória contra o Ituano como fundamental. "O importante foi o resultado, que nos dá moral para enfrentar o São Caetano, um outro adversário dificílimo. O time deles vem de derrota e vai procurar o gol a todo momento. Nossa equipe tem que estar concentrada e ciente da responsabilidade de conseguir os três pontos".

Segundo Edson Bastos, o Coritiba tem plenas condições e até a obrigação de vencer o São Caetano fora de casa. "O Coritiba tem a obrigação de vencer dentro e fora de casa. Trata-se de um equipe grande e que busca o acesso a todo momento, por isso, não vamos fugir da responsabilidade que temos. Sabemos que o São Caetano será um adversário com qualidade e vamos respeitar isso, mas vamos em busca da vitória".

São Caetano

O São Caetano, que foi rebaixado para a Série B no ano passado, está vivendo uma situação delicada. Próximo à zona do rebaixamento para a terceira divisão, a equipe paulista precisa da vitória para resgatar a confiança para o restante da competição.

O técnico Giba não poderá contar com o zagueiro Maurício e o meia Gláucio, que foram suspensos no jogo contra o Gama e ficam de fora. Para piorar a situação do time, o meia Rafinha e o atacante Lima ainda esperam liberação da CBF e não poderão estrear na equipe do Azulão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]