Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Os mitos comuns sobre o capitalismo
Os mitos comuns sobre o capitalismo| Foto: Pixabay

Em todo lugar, as pessoas detonam o capitalismo.

Mas o que elas acham que sabem sobre o capitalismo geralmente está errado.

E o objetivo deste texto é desmascarar alguns dos mitos mais comuns sobre o assunto.

“Ninguém ganha um bilhão de dólares”, reclama a deputada Alexandria Ocasio-Cortez. “Você toma um bilhão de dólares”. Em outras palavras, os capitalistas enriquecem tirando dinheiro dos outros.

Isso é um absurdo, e é o mito número um.

Quem acredita nele pensa que, para que uma pessoa ganhe, outra deve perder. É natural acreditar nisso se você pensa que a quantidade de dinheiro que existe no mundo é finita. Mas não é.

O livre mercado aumenta a riqueza total. A competição incentiva os empreendedores a encontrar novas maneiras de dar mais valor às pessoas quanto aos recursos.

Como o capitalismo é voluntário e os consumidores têm escolhas, a única maneira de os capitalistas ficarem ricos é oferecendo-nos algo que acreditamos ser melhor do que tínhamos antes.

Isso cria uma nova riqueza.

Steve Jobs se tornou um bilionário. Mas, ao criar a Apple, ele nos deu mais: milhões de empregos e bilhões de dólares adicionados à nossa economia.

As pesquisas mostram que os empresários ficam com apenas 2,2% da riqueza adicional que geram. “Em outras palavras, o restante de nós obteve quase 98% dos benefícios”, diz o economista Dan Mitchell, do Center for Freedom and Prosperity.

“Espero que tenhamos 100 novos super bilionários”, acrescenta ele, “pois isso significa que 100 novas pessoas descobriram maneiras de tornar o resto de nossas vidas melhor”.

Mas o ex-secretário do Trabalho, Robert Reich, diz que devemos “abolir os bilionários”. Ele quer que algum imposto seja aplicado sobre a riqueza para que a deles se mantenha baixa. “Empreendedores como Jeff Bezos seriam igualmente motivados por 100 milhões de dólares ou mesmo 50 milhões”, afirma Reich.

Mas Mitchell aponta que, se sua renda for limitada, “talvez eles apenas relaxem... Se aposentem... Velejem em iates ao redor do mundo... consumindo ao invés de produzir”.

Pois eu quero mais é que eles produzam! Bilionários já provaram que são bons em diminuir preços ou melhorar produtos, ou ambos.

Como disse Mitchell: “Não vou dar nenhum dinheiro a Jeff Bezos, a menos que ele esteja me vendendo algo que eu valorizo mais do que esse dinheiro”.

E mesmo se eles não fizerem isso - mesmo se ficarem sem ideias - sua riqueza é útil.

Um leitor me chamou de "idiota completo" por dizer isso. Ele argumenta que “mais dinheiro nas mãos dos mais ricos significa dinheiro parado no banco”.

Mas essa é uma visão ignorante dos bancos. Como esse dinheiro é emprestado, ele permite que outras pessoas comprem casas, abram novos negócios e se eduquem.

Ainda assim, ouvi dizer que "os ricos estão ficando mais ricos, enquanto os pobres ficam mais pobres!".

Esse é o mito número dois. Sim, os ricos ficaram muito mais ricos, mas os pobres e a classe média também ficaram mais ricos.

“O bolo econômico cresce”, diz Mitchell. “Somos muito mais ricos que nossos avós, e nossos avós eram muito mais ricos que seus avós”.

Por milhares de anos, o mundo quase não gerou riqueza. Somente quando alguns países tentaram o capitalismo o PIB cresceu.

Os capitalistas ajudaram a todos, incluindo os mais pobres.

A mídia sugere que a desigualdade social prova que isso não é mais verdade - e ela está errada. O progresso gradual do capitalismo continua. Os dados do Census Bureau mostram que a família média hoje é quase um terço mais rica do que há 40 anos (sim, mesmo com a inflação).

A mídia também diz: “A classe média está em declínio”.

É verdade, ressalta Mitchell. “Está encolhendo porque mais pessoas mudam para grupos de alta renda! Os ricos ficam mais ricos em uma sociedade capitalista. Mas adivinhe? O resto de nós fica mais rico também”.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]