Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Nas eleições primárias argentinas, uma surpresa: o candidato de esquerda, Alberto Fernández, cuja vice é a ex-presidente Cristina Kirchner, obteve 47% dos votos, contra 32% de Mauricio Macri, atual presidente. O resultado seria suficiente para Fernández vencer no primeiro turno, que será realizado no dia 27 de outubro.

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse que a eventual vitória da chapa peronista colocará a Argentina no caminho da Venezuela.

Durante o período em que os Kirchner — o falecido Nestor e sua mulher Cristina — estiveram no poder, a Argentina e a Venezuela fizeram negócios escusos que envolveram tecnologia nuclear vendida para o Irã, como relatou o jornalista Leonardo Coutinho em seu livro 'Hugo Chávez, O Espectro'.

Ele se junta neste programa aos colunistas da Gazeta do Povo Rodrigo Constantino e Guilherme Fiuza para discutir o futuro da Argentina, mais em risco do que nunca.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]