Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Em uma manhã qualquer um médico sai de casa e se depara com um rato morto na rua. Poucos dias depois, já são milhares de animais mortos e para as autoridades vai tudo muito bem, obrigada, até que as pessoas começam a ficar doentes e falecer subitamente. Só depois de alguns mortos na conta é que as autoridades assumem para si e para o público que estão diante de uma peste. Afinal, transtornar a vida de uma cidade pacata parece ser muito pior do que encarar a realidade.

Qualquer semelhança é mera coincidência porque este é o enredo de um romance publicado em 1947, mas que por razões óbvias virou um best-seller no ano passado. E o nome de Albert Camus voltou à boca do povo. O autor de "A Peste" não apenas descreveu o impacto de uma crise longa e inesperada na vida de uma população, como meditou profundamente sobre os limites da existência humana. Para conversar sobre a vida e a obra desse filósofo tão relevante, o podcast Ideias convida o Gabriel Ferreira, professor do programa de pós graduação em filosofia da Unisinos, e o professor Francisco Razzo, colunista da Gazeta do Povo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]