i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Palácio Garibaldi: herança ítalo-brasileira no coração do centro histórico de Curitiba

Com seus salões abertos a casamentos e eventos corporativos, Palácio Garibaldi preserva mais de cem anos de história e cultura dos imigrantes italianos em Curitiba

  • PorSharon Abdalla
  • 22/03/2015 03:00
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Mesmo rodeado de vizinhos igualmente carregados de história, o Palácio Garibaldi consegue se destacar em meio às construções centenárias que fazem do setor histórico um dos principais pontos turísticos e de encontro dos curitibanos. Sede da Associação Giuseppe Garibaldi, que completa 132 anos em 2015, o espaço mantém viva a cultura dos italianos que se estabeleceram na cidade, além de receber de casamentos a eventos corporativos em suas instalações.

O início da construção do palácio data de 1887, quatro anos após a fundação da sociedade. O terreno para a edificação – que hoje tem frente para a Praça Garibaldi e fundos para Praça João Cândido – foi doado pela prefeitura, como lembra Roberto Gava, diretor administrativo do Palácio.

Curiosidade

Inaugurado em 1933, o busto em bronze de Giuseppe Garibaldi não é único destaque casarão que leva seu nome. Localizada no pátio da edificação, uma pedra de cerca de dois metros de altura chama a atenção pela forma como chegou a Curitiba. Segundo Roberto Gava, diretor administrativo do palácio, ela foi extraída do Monte Grappa, na Itália, e trazida como recordação pelos pracinhas brasileiros, sendo transportada de carroça do Porto de Paranaguá até Curitiba.

A construção do edifício de dois pavimentos foi projetada por Ernesto Guaita, engenheiro e agente consular da Itália no Brasil, e durou 17 anos. “Como a sede era um local de reunião das famílias, foi uma consequência natural que o projeto apresentasse uma estrutura grande”, explica Gava. A fachada do palácio, por sua vez, foi desenvolvida pelo arquiteto João de Mio e finalizada somente em 1932.

Assim como outras edificações históricas da capital, os traços arquitetônicos do palácio remetem à escola eclética, com destaque para as características neoclássicas da fachada, como os arcos e as janelas ornamentadas.

Serviço

O Palácio Garibaldi aluga seus salões para a realização de festas e eventos familiares e corporativos, além de receber as festividades da Sociedade Giuseppe Garibaldi. O prédio é aberto à visitação pública com agendamento prévio. A entrada é franca.

Endereço: Praça Garibaldi, 12 – Alto São Francisco

Informações: 3323-3530 | 3039-8843

www.palaciogaribaldi.com.br

Tempos de guerra

As questões políticas também compõem um capítulo significativo da história do Palácio Garibaldi. Em 1906, o espaço foi sede do I Congresso Estadual, que reuniu trabalhadores e resultou na criação da Federação Operária no Paraná.

Foi em 1942, entretanto, que o edifício viveu um de seus acontecimentos mais marcantes. Com a Itália integrando o bloco do eixo – formado também por Alemanha e Japão – durante a Segunda Guerra Mundial, neste ano o palácio foi desapropriado pelo governo em razão de o Brasil ter declarado guerra àqueles países. “Na época, as três instituições que representavam os países do eixo em Curitiba foram tomadas pelos brasileiros, incluindo o Clube Concórdia”, conta o diretor administrativo.

Durante as duas décadas em que ficou em poder do governo, o prédio foi ocupado por diferentes instituições, como a Liga da Defesa Nacional, Centro de Letras do Paraná, Academia de Letras e Tribunal de Justiça do Estado.

História preservada

Tombado como patrimônio cultural pelo governo do estado em 1988, o Palácio Garibaldi também integra a lista de Unidades de Interesse de Preservação (UIP’s) da prefeitura de Curitiba e segue sob administração da Associação Giuseppe Garibaldi.

Atualmente, além de congregar os 120 sócios e cultivar a cultura italiana na capital, o palácio abre seus salões para a realização de eventos familiares e corporativos, que ajudam a custear sua manutenção.

  • Construído no século 19, Palácio Garibaldi é um dos redutos italianos da capital.
  • Salões do palácio recebem de casamentos a eventos corporativos.
  • Atualmente, 120 sócios mantêm o Palácio Garibaldi.
  • Detalhe dos mobiliários do palácio.
  • Imagens contam a história dos imigrantes italianos em Curitiba.
  • Praça Garibaldi vista do interior do palácio.
  • Detalhe do espaço interno do Palácio Garibaldi.
  • Visitas ao palácio devem ser agendadas previamente.
  • Detalhe de uma das salas do palácio.
  • Palácio Garibaldi foi construído com traços da arquitetura eclética, predominante no período.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.