Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Haitianos tentam atravessar o rio Grande, na crise migratória de setembro: acordo restabelece programa que obriga os solicitantes de asilo a ficar no México enquanto seus casos são analisados nos EUA
Haitianos tentam atravessar o rio Grande, na crise migratória de setembro: acordo restabelece programa que obriga os solicitantes de asilo a ficar no México enquanto seus casos são analisados nos EUA| Foto: EFE/EPA/ALLISON DINNER

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, chegou a um acordo com o mandatário mexicano, Andrés Manuel López Obrador, para restabelecer o programa Permanecer no México, que obriga os solicitantes de asilo a ficar no México enquanto seus casos são analisados nos EUA.

O anúncio foi feito em comunicado divulgado pelo Departamento de Segurança Interna dos EUA nesta quinta-feira (2), após Biden ter derrubado a medida, mas ter sido obrigado a implementá-la novamente devido a um processo movido pelos estados do Texas e Missouri.

O governo americano disse que trabalhou “de perto” com o mexicano para que haja “refúgios seguros” para os migrantes aos quais são aplicados os Protocolos de Proteção a Migrantes, também conhecidos como Permanecer no México.

“Após a decisão independente do governo do México de aceitar indivíduos devolvidos de acordo com os Protocolos de Proteção a Migrantes, os departamentos de Segurança Interna e Justiça trabalharão nos detalhes operacionais finais e começarão a reimplementação do programa ordenada pelo tribunal na próxima segunda-feira, 6 de dezembro, ou perto desta data”, informou o comunicado.

Segundo o Departamento de Segurança Interna dos EUA, quando o programa estiver totalmente operacional, as inscrições nos Protocolos de Proteção a Migrantes ocorrerão na fronteira sudoeste americana e o retorno ao México ocorrerá em sete pontos, em San Diego, Calexico, Nogales, El Paso, Eagle Pass, Laredo e Brownsville.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]