Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A sede do Centro Wiesenthal para a América Latina anunciou nesta quarta-feira (7), em Buenos Aires, que repudia as declarações feitas pela cúpula do Partido dos Trabalhadores (PT) nas quais acusa Israel de "praticar o terrorismo de Estado". O Centro lamenta que o PT "rejeita o direito (de Israel) de defender-se e qualifica sua reação aos ataques terroristas do Hamas como 'prática nazista'". O diretor do Centro Wiesenthal para a América Latina, Sergio Widder, afirmou que, com essa atitude, "o PT está demonstrando sua solidariedade com o antissemitismo e o terrorismo."

Segundo o Centro, uma organização judaica internacional de Direitos Humanos, "é irônico que um partido como o PT, reconhecido por sua tradição democrática e que teve acesso à presidência do Brasil respeitando as regras do Estado de Direito ataque desse modo outra democracia". Em carta ao presidente do partido, Ricardo Berzoini, o Centro condenou o comunicado do PT, que no domingo indicou que o partido não aceita "a 'justificativa' apresentada pelo governo israelense, de que estaria agindo em defesa própria e reagindo aos ataques".

O Centro Wiesenthal considera que no comunicado o PT também comparou Israel com o Terceiro Reich. O comunicado do PT sustenta que "atentados não podem ser respondidos através de ações contra civis. A retaliação contra civis é uma prática típica do exército nazista: Lídice e Guernica são dois exemplos disso."

Os representantes do Centro afirmam que nesta esfera existe mais cumplicidade por parte do PT. "O comunicado é escandaloso, mas não é totalmente surpreendente, já que (o PT) possui um acordo com o Partido Baath Árabe Socialista da Síria. Recordemos que sob o regime do Baath, Síria deu refúgio ao criminoso nazista Alois Brunner, lugar-tenente de Adolf Eichmann na implementação da 'Solução Final'. Isso sim é cumplicidade com o nazismo", diz a carta.

Segundo o Centro Wiesenthal, "se o PT aspira pela paz, então sua melhor contribuição seria condenar o anti semitismo do Hamas e protestar pela chuva de foguetes que essa organização dispara contra civis israelenses, bem como por seu abuso em usar palestinos como escudos humanos."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]