Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Reunião com o chanceler da Áustria, Karl Nehammer, foi primeira conversa presencial de Putin com um líder do Ocidente desde o início da guerra da Ucrânia
Reunião com o chanceler da Áustria, Karl Nehammer, foi primeira conversa presencial de Putin com um líder do Ocidente desde o início da guerra da Ucrânia| Foto: EFE/EPA/DRAGAN TATIC/Chancelaria da Áustria

A primeira conversa presencial do presidente russo, Vladimir Putin, com um líder do Ocidente desde o início da guerra da Ucrânia foi uma visita “não amigável”, segundo o chanceler da Áustria, Karl Nehammer.

“Acabei de chegar da Ucrânia e vi com meus próprios olhos o sofrimento imensurável causado pela guerra de agressão russa”, disse Nehammer em comunicado nesta segunda-feira (11). Ele se encontrou com Putin na residência do presidente russo em Novo-Ogaryovo, na região de Moscou.

Antes, Nehammer havia se encontrado com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, em Kiev e visitado Bucha, onde centenas de corpos de civis foram encontradas após a saída de tropas de Moscou.

“Abordei os graves crimes de guerra em Bucha e outros lugares e enfatizei que todos os responsáveis ​​por eles devem ser responsabilizados. Também disse ao presidente Putin em termos inequívocos que as sanções contra a Rússia permanecerão e continuarão sendo intensificadas enquanto houver pessoas morrendo na Ucrânia”, disse o chanceler austríaco, que informou que Putin acusou os ucranianos de serem os responsáveis pelas mortes em Bucha.

Nehammer também relatou que falou com o presidente russo sobre a “necessidade urgente” de corredores humanitários para levar suprimentos às cidades sitiadas e permitir a saída de civis.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]