i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Entrevista

Especialista reforça suspeita de sequestro do voo 370

“Minha teoria é de não houve algo súbito e catastrófico”, afirma Ivan Sant’Anna, autor dos livros "Plano de Ataque" – que investiga os atentados de 11 de setembro –, "Caixa Preta" e "Perda Total" – sobre grandes desastres aéreos brasileiros

  • PorAnderson Gonçalves
  • 17/03/2014 13:17
 | REUTERS/Edgar Su
| Foto: REUTERS/Edgar Su

À medida que avançam as investigações sobre o voo MH370, que desapareceu na Malásia, crescem as suspeitas que de que o avião da Malaysia Airlines tenha sido alvo de sequestro. Autor dos livros "Plano de Ataque" – que investiga os atentados de 11 de setembro –, "Caixa Preta" e "Perda Total" – sobre grandes desastres aéreos brasileiros –, Ivan Sant’Anna endossa essa hipótese. "Minha teoria é de não houve algo súbito e catastrófico", afirmou em entrevista à Gazeta do Povo. Apesar das dificuldades nas buscas, o especialista não acredita em fragilidades no setor de aviação e afirma que "é cada vez mais improvável morrer em um desastre de avião".

Na sua avaliação, o que pode ter acontecido com o voo 370?

Ninguém sabe ainda o que aconteceu de fato, é um mistério. Tenho uma ideia do que não pode ter acontecido. Não acredito que o avião tenha se desintegrado no ar. Com todas as equipes de busca que estão trabalhando, já teriam encontrado alguma peça, um colete ou algum cadáver. A informação da Força Aérea é de que o piloto desligou o transponder (dispositivo de comunicação da aeronave) e desapareceu. Então, a minha teoria é de que não houve algo súbito e catastrófico.

Pelo que se sabe até o momento, há alguma hipótese mais forte?

Há uma grande possibilidade de que tenha ocorrido um sequestro, já que o piloto desligou o transponder e, em seguida, mudou de rota. Não conheço nenhum transponder que desligue sozinho ou por acidente. Ele fez a curva perto de onde não havia controle aéreo e foi detectado por radares primários, que são muito imprecisos. E quanto às outras hipóteses, como falha mecânica ou erro humano?

O que está parecendo é que o avião foi sequestrado, mas aí também há alguns questionamentos. Se houve um sequestro, por que nenhum passageiro ligou pelo celular, como ocorreu no 11 de setembro? Outra coisa: o avião saiu do ar entre dois monitoramentos, se despediu na Malásia e não se conectou ao Vietnã. Isso permite imaginar também que o próprio piloto pode ter feito algo deliberadamente. Outro mistério é o fato de o localizador de emergência não ter mandando sinais, já que a tripulação não tem controle sobre esse equipamento. Em uma leitura fácil, conclui-se que o avião não explodiu nem pegou fogo, pode até estar pousado em algum lugar. Mas uma coisa é certa: vão encontrar o avião logo. Nunca houve tantos equipamentos em uma busca, todo mundo quer saber o que aconteceu.

A história da aviação mundial tem outros acidentes e desaparecimentos misteriosos. É possível traçar paralelo com algum deles?

Mistério é mistério até que seja desvendado. Já tivemos o caso de abelhas derrubarem um avião porque formaram uma colmeia junto à turbina. Houve aviões que caíram porque a porta se abriu ou foram atingidos por cinzas vulcânicas. O 11 de Setembro foi uma coisa absurda, feita por sequestradores completamente despreparados que não sabiam pilotar um avião, algo que ninguém imaginava. Enfim, tudo é possível.

A dificuldade em obter respostas expõe algum tipo de fragilidade na aviação?

Não acho que isso exponha fragilidade. Sempre que um avião cai há uma repercussão maior, esse tipo de acidente desperta nas pessoas um interesse monumental. Mas as estatísticas da aviação mostram que o número de acidentes vem diminuindo ano a ano, é cada vez mais improvável morrer em um desastre de avião. No caso dos passageiros da Malaysia Airlines, nem se sabe ainda se eles morreram.

Esse episódio demonstra de alguma forma falta de segurança no setor aéreo?

O nível de segurança depende do país. Usemos como exemplo um avião que sai de Nova York, onde a fiscalização é rigorosa, e faz escala em algum local onde o controle é menos rigoroso. Um funcionário da companhia ou do aeroporto pode, nesse local, introduzir uma arma no avião. Portanto, impedir por completo a ação de criminosos ou terroristas é impossível.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.