i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Análise

Nem EUA nem China estão interessados em encerrar disputa

    • Estadão Conteúdo
    • 24/07/2020 14:16
    eua china
    Os Estados Unidos ordenaram que a China fechasse seu consulado em Houston| Foto: JASON LEE / POOL / AFP

    A ordem dos Estados Unidos para que a China feche seu consulado no Texas e a resposta chinesa determinando o fechamento do consulado americano em Chengdu é algo sem precedentes na história da relação diplomática entre os dois países, iniciada nos anos 1970, e só tende a piorar daqui para a frente. A avaliação é do pesquisador Oliver Stuenkel, coordenador da pós-graduação em relações internacionais da FGV.

    "É uma espiral e nenhum dos dois estão interessados em encerrar esse processo agora. Há uma demanda pública na China para que o país responda à altura essas ações dos americanos", diz. Além da representação em Houston, no Texas, que exerce funções consulares para outros oito Estados americanos e foi aberta em 1979, há consulados chineses em Nova York, Chicago, Los Angeles, São Francisco e a embaixada na capital, Washington.

    A determinação do fechamento ocorreu um dia após os EUA acusarem dois chineses de espionagem para tentar roubar dados sobre o desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus. Já os EUA têm consulados em Wuhan, Xangai, Shenyang, Chengdu, Guangzhou, Hong Kong e a embaixada em Pequim. Nesta sexta (24) os chineses determinaram o fechamento do posto em Chengdu, metrópole de cerca de 15 milhões de habitantes localizada no sudoeste da China.

    Stuenkel lembra que os Estados Unidos já chegaram a pedir fechamentos de outros consulados, como o da Rússia, mas que esse passo com relação à China é "novo e muito grave". "Faz parte de uma deterioração muito grande e essa decisão não vai reduzir as tensões. A situação vai piorar ainda mais", prevê.

    "Fechamos o consulado porque era um centro de espionagem e roubo de propriedade intelectual", afirmou o secretário de Estado Mike Pompeo durante discurso na Califórnia na quinta-feira. "A China nos tirou nossa propriedade intelectual e segredos comerciais que custam milhões de empregos em todo o país. Se o mundo livre não muda a China comunista, a China comunista nos mudará".

    Na avaliação de Stuenkel, há duas tendências a serem destacadas. A primeira é a eleitoral: ele vê a disputa política com a China como uma das maneiras de Donald Trump tentar conquistar mais apoio entre os americanos com demonstração de firmeza e se projetando contra o país em uma disputa geopolítica. "Ele quer, obviamente, dizer que Joe Biden seria mais fraco em relação à China. Faz parte desse contexto eleitoral", afirma.

    "O que acontece agora nas relações entre Estados Unidos e China já era esperado e vai piorar muito. Não podemos descartar posturas muito radicais como banir viagens de membros do Partido Comunista e de suas famílias para os EUA", medida que, segundo o governo Trump, impactaria cerca de 270 milhões de pessoas.

    1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 1 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • T

      tamotsu kashino

      ± 1 minutos

      Falou toda verdade, sr.Oliver Stuenkel de FGV. situação entre EUA e China vem piorando nos ultimos dias, apezar da grave crise econimica e social, XIJiping, não pode recuar devido pressão da ara militar do partido comunista, e Trump visando sua reeleição, pela questão de Hong Kong e Taiwam, situação no sul do mar da China,estão tornando um barril de polvora, pode surgir um conforto aereo esporadico a qualquer momento.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso