Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que a medida é resposta a violações de direitos humanos em Xinjiang, entre outras
A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que a medida é resposta a violações de direitos humanos em Xinjiang, entre outras| Foto: EFE/EPA/OLIVER CONTRERAS

Os Estados Unidos confirmaram nesta segunda-feira (6) que farão um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, que serão realizados na capital chinesa em fevereiro.

“O governo Biden não enviará nenhuma representação diplomática ou oficial para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de Pequim 2022, devido ao genocídio e crimes contra a humanidade da República Popular da China em Xinjiang e a outros abusos de direitos humanos”, afirmou a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, em entrevista coletiva.

No mês passado, ao ser perguntado sobre o assunto, o presidente Joe Biden havia dito que estava “considerando” a medida, por meio da qual os atletas americanos ainda competirão em Pequim, mas não haverá a presença de representantes do governo.

“A representação diplomática ou oficial dos Estados Unidos seria tratar esses Jogos como normais em face dos flagrantes abusos dos direitos humanos e atrocidades da República Popular da China em Xinjiang, e simplesmente não podemos fazer isso”, disse Psaki. Outros países, como Canadá e Austrália, também cogitam adotar o boicote diplomático.

Antes do anúncio americano, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Zhao Lijian, afirmou que a China tomaria “contramedidas resolutas” caso o boicote fosse confirmado por Washington.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]