Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
nova york polícia protestos
Manifestantes do Black Lives Matter protestando em frente à Câmara Municipal de Nova York, exigindo corte de verbas da polícia| Foto: TIMOTHY A. CLARY/AFP

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos vai classificar a cidade de Nova York como "jurisdição anarquista", ao lado de Seattle, no estado de Washington, e Portland, no Oregon, ameaçando o financiamento federal desses municípios, informou o New York Post nesta segunda-feira (21).

A designação veio depois que o presidente Trump assinou um memorando no início de setembro ordenando que agências federais avaliassem formas de redirecionar fundos de cidades que "permitiram a violência e a destruição de propriedades" nas manifestações e tumultos registrados durante o verão norte-americano. Em particular, o documento ordenou que as agências federais visassem as cidades que sinalizaram uma eventual redução no orçamento da polícia.

Saiba tudo sobre os protestos nos Estados Unidos

Manifestações e apelos para "acabar" com os departamentos municipais de polícia ocorreram após a morte do afro-americano George Floyd enquanto ele era detido por policiais em Minneapolis, Minnesota. Nova York cortou cerca de U$ 1 bilhão do seu departamento de polícia (NYPD, na sigla em inglês) em julho, ainda que o corte de cerca aproximadamente US$ 349,5 milhões tenha sido possível com a transferência de alguns serviços policiais para outras agências. A cidade recebe cerca de US$ 7 bilhões em vários fundos federais e ainda não está claro até que ponto esses fundos poderiam ser cortados.

"Quando líderes impedem que seus próprios policiais e agências façam seu trabalho, isso coloca em perigo cidadãos inocentes que merecem ser protegidos, incluindo aqueles que estão tentando se reunir e protestar pacificamente", escreveu o procurador-geral dos EUA, William Barr, em comunicado. "Não podemos permitir que o dinheiro dos impostos federais seja desperdiçado quando a segurança dos cidadãos está em jogo".

Barr continua: "A minha esperança é de que as cidades identificadas pelo Departamento de Justiça hoje vão reverter o curso e se tornem sérias quando ao desempenho da função básica do governo e comecem a proteger seus próprios cidadãos".

Portland tem registrado manifestações noturnas desde a morte de Floyd, sendo que muitas se transformaram em distúrbios e ataques a policiais locais e federais. Seattle viu os manifestantes estabelecerem uma "zona autônoma" ao longo do mês de junho, que foi desfeita depois que várias mortes a tiros ocorreram na zona ou perto dela.

* Zachary Evans é redator da National Review Online e veterano das Forças de Defesa de Israel.

© 2020 National Review. Publicado com permissão. Original em inglês.

8 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]