Um porta-voz do departamento de Saúde da Califórnia (EUA) afirmou que "indivíduos não vacinados foram o principal fator" do surto de sarampo na Disneylândia que infectou mais de 70 pessoas em seis Estados do oeste americano, incluindo cinco empregados da Disney.

Trata-se do maior surto de sarampo na Califórnia nos últimos 15 anos, quando a doença havia sido considerada praticamente erradicada nos Estados Unidos. Autoridades de saúde acreditam que um estrangeiro infectado trouxe o vírus até a Disneylândia.

O surto, causado por um vírus transmitido pelo ar, aumentou o foco sobre pais que optaram por não vacinar seus filhos.

Uma análise do histórico de vacinação de 34 pessoas infectadas na Califórnia descobriu que 28 não haviam sido vacinadas contra o sarampo.

O sarampo não tem um tratamento específico e tende a não causar problemas graves em pessoas que têm boa imunidade.

Geralmente, febre, tosse e manchas vermelhas pelo corpo são os únicos sintomas.

Contudo, entre aqueles que possuem imunidade baixa -e também entre os que têm menos de 12 anos- a doença pode ser mais nociva.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]