i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Formação de coalizão

Presidente nega pedido de extensão e Israel pode ter quarta eleição se não houver acordo

  • PorEstadão Conteúdo
  • 12/04/2020 10:06
eleicoes israel
Cartazes eleitorais dos candidatos Benny Gantz (E) e Benjamin Netanyahu| Foto: JACK GUEZ/AFP

O presidente de Israel, Reuven Rivlin, negou o pedido feito por Benny Gantz, líder do partido Azul e Branco, para estender as negociações para a formação de uma coalizão governamental com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Com isso, está mantido o prazo para meia noite desta segunda-feira (18h de domingo no horário de Brasília) para que um acordo seja alcançado. Em caso negativo, Israel terá que realizar sua quarta eleição em pouco mais de um ano em meio à crise causada pela pandemia de coronavírus.

Gantz pediu a extensão do prazo a Rivlin na noite do último sábado, 11, dizendo que estava perto do acordo com Netanyahu. No entanto, o presidente de Israel disse em resposta que "neste momento" não seria possível atender o pedido. Rivlin disse que conversou com o atual primeiro-ministro, que não deu indicação que a formação da coalizão estaria perto.

Em eleições realizadas no mês passado, Gantz foi incumbido de formar um governo após ter recebido o apoio de uma estreita maioria de parlamentares. Mas em decorrência da pandemia, Gantz anunciou que tentaria formar um governo de emergência com Netanyahu para navegar pela crise. Com as negociações se alongando, o partido Azul e Branco se fragmentou, deixando a possibilidade de um acordo mais longe.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.