i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleições no Paraguai

OEA acompanhará votação de paraguaios na Argentina e EUA em 21 de abril

O censo eleitoral tem registrado 16.149 paraguaios aptos a votar na Argentina, 4.037 na Espanha e 1.795 nos Estados Unidos

  • PorEFE
  • 06/04/2013 15:51

A missão de observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA) também acompanhará o voto dos paraguaios residentes na Argentina e Estados Unidos, dois dos três países onde haverá eleições no dia 21, pela primeira vez na história da nação sul-americana.

Assessor técnico do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral paraguaio e encarregado de organizar o pleito fora do país, Luis Alberto Mauro, explicou que a OEA observará se as eleições irão se desenvolver com "garantias e transparência no exterior".

O censo eleitoral tem registrado 16.149 paraguaios aptos a votar na Argentina, 4.037 na Espanha e 1.795 nos Estados Unidos. No vizinho sul-americano e no país da América do Norte serão disponibilizados cinco locais de votação.

Hoje, o Tribunal Eleitoral paraguaio informou também que completou o processo de auditoria em todo o material que será enviado para a votação no exterior. O procedimento, realizado em Assunção, foi acompanhado por observador da OEA.

O chefe da missão da OEA no país, que será composta por 55 pessoas, é o ex-presidente de Costa Rica Óscar Arias. A União Europeia também enviou parte da equipe de observadores do bloco, assim como fará a Unasul.

As eleições de 21 de abril marcarão o fim do mandato de Federico Franco, que assumiu o poder em junho de 2012, após julgamento político parlamentar no qual foi destituído o presidente Fernando Lugo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.