i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
China

Partido Comunista da China completa pré-seleção de Comitê Central

Nomes foram aprovados em reunião do Presidium, de 247 membros e liderado pelo chefe de Estado e secretário-geral do Partido, Hu Jintao, para sua votação formal na quarta-feira

  • PorEFE
  • 13/11/2012 09:19
 | EFE/ Adrian Bradshaw
| Foto: EFE/ Adrian Bradshaw

O 18º Congresso do Partido Comunista da China (PCCh) completou nesta terça-feira as votações preliminares para selecionar os candidatos que comporão o novo Comitê Central, o órgão-diretor mais amplo da legenda e que será divulgado no encerramento da reunião na quarta-feira.

Segundo informou a agência de notícias oficial chinesa, "Xinhua", pelo menos 8% dos candidatos foram eliminados neste processo de pré-seleção para o Comitê Central e para a Comissão Central de Supervisão da Disciplina, o órgão de vigilância do Partido.

Os nomes foram aprovados em reunião do Presidium, de 247 membros e liderado pelo chefe de Estado e secretário-geral do Partido, Hu Jintao, para sua votação formal amanhã, na sessão de encerramento do congresso.

O Comitê Central se encarregará em sua primeira plenária de nomear os órgãos de direção superiores: o Politburo, com cerca de 30 membros, e o Comitê Permanente, os líderes que comandarão o Partido - e portanto a nação, tendo em vista seu sistema unipartidário - de maneira colegiada durante os próximos anos.

Os membros do Comitê Permanente devem se reunir com a imprensa na quinta-feira às 11h (horário local, 1h de Brasília) no Grande Palácio do Povo.

Atualmente, o Comitê Permanente conta com nove membros, embora os analistas deem como certo que nesta ocasião se reduzirá para sete, para tentar agilizar o processo de tomada de decisões.

Em sua primeira reunião, o Comitê Central também designará o secretário-geral do Partido, que há anos já se sabe que será o vice-presidente, Xi Jinping, que substituirá Hu Jintao. Xi substituirá Hu em março próximo como chefe de Estado.

Todo o processo de transição é estritamente controlado e não há lugar para as surpresas na nomeação da cúpula da direção, cujos integrantes foram designados no transcurso de minuciosas negociações entre os dirigentes das diferentes facções do Partido.

Mas os delegados tinham uma pequena margem para decidir nas votações preliminares para o Comitê Central.

Embora não ocorresse a ninguém passar pela cabeça vetar algum dos pesos pesados - Xi ou seu próximo "número dois", o vice-primeiro-ministro Li Keqiang, por exemplo - o número de candidatos a membro era ligeiramente superior ao de assentos e os delegados podiam decidir quais candidatos mais marginais deixam de fora.

Na atualidade, o Comitê Central é formado por 204 membros de pleno direito e por 163 substitutos.

Segundo disse em entrevista coletiva o delegado Han Guiqing, presidente do Instituto de Ciências Agrícolas da província de Heilongjiang, nas votações preliminares da segunda-feira foram eliminados 19 candidatos.

Em exercícios anteriores a percentagem de eliminação foi de 8,3% em 2007 e um pouco mais de 5% em 2002, quando foi realizado o Congresso do qual saíram os líderes atuais.

O jornal de Hong Kong "South China Morning Post" apontava hoje que entre os candidatos eliminados para o Comitê Central poderia estar Ling Jihua, o "braço direito" de Hu Jintao e a quem o presidente tinha tentado introduzir no próprio Comitê Permanente.

Mas o filho de Ling faleceu em março em um acidente de trânsito quando conduzia uma Ferrari em uma estrada de Pequim, um incidente no qual uma moça também morreu e outra ficou ferida, e sobre o qual as autoridades tentaram cobrir com um espesso véu.

Segundo o jornal, Ling, um dos homens com mais poder no país no passado, poderia ser eliminado perante a insatisfação dos delegados com a condução do escândalo, que se somou ao caso de Bo Xilai - o dirigente que caiu em desgraça e cuja esposa foi declarada culpada do assassinato de um empresário britânico.

Se o processo de seleção preliminar abre espaço para um certo grau da "democracia interna do Partido", defendida por Hu Jintao em seu discurso no começo do Congresso, esta não se estende às nomeações superiores. Não há mais candidatos que os estipulados entre as facções.

Segundo lembra a agência de notícias oficial, "Xinhua", "a Constituição do Partido não tem artigos que exijam que a escolha do secretário-geral conte com múltiplos candidatos".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.