Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Urna para votação antecipada em Cleveland, Ohio
Urna para votação antecipada em Cleveland, Ohio| Foto: Dustin Franz / AFP

Como todas as eleições federais nos Estados Unidos, a próxima votação para a presidência e o congresso será feita numa terça-feira, 3 de novembro. Os motivos pelos quais as eleições acontecem sempre no mesmo dia da semana nos EUA datam do século 19, quando o país norte-americano era agrícola e os carros ainda não existiam.

O dia da votação variava de estado para estado até 1845, quando um lei definiu uma data para o voto em todo o país: a terça-feira após a primeira segunda-feira de novembro. Primeiro, a lei se aplicava à eleição presidencial e mais tarde se estendeu também para a disputa do congresso.

Naquela época, os EUA eram um país rural e a maioria da população trabalhava a maior parte do ano nas plantações. Novembro foi o mês escolhido para o pleito porque a colheita já teria se encerrado e as temperaturas ainda são amenas, antes da chegada do inverno.

Para escolher o dia da semana da votação, o congresso levou em conta as dificuldades que as pessoas tinham para se deslocar na época e questões religiosas. O domingo foi descartado por ser dia de culto para a maioria cristã da população; o sábado é o dia sagrado para os judeus. A quarta-feira também não era favorável porque em muitas regiões era dia de feira, quando os fazendeiros vendiam seus produtos na cidade.

As pessoas precisavam se deslocar até os postos de votação, muitas vezes distantes das áreas rurais, em longas viagens a cavalo ou de carruagem que tinham que ser iniciadas com um dia de antecedência. Como as pessoas não poderiam viajar no domingo e na quarta-feira, a votação também não poderia ser na segunda ou na quinta.

Os congressistas também procuraram evitar que a data da eleição caísse em 1º de novembro, Dia de Todos os Santos, e também o primeiro dia do mês, quando os mercadores geralmente faziam o balanço do mês anterior. Por isso foi escolhida a terça-feira "após a primeira segunda-feira" de novembro.

Embora a vida nos Estados Unidos tenha mudado muito de lá para cá e as distâncias tenham ficado mais curtas, a data da eleição não foi alterada, apesar das dificuldades que um voto em pleno dia de semana representa para muitos eleitores que não têm o dia de folga para irem às urnas.

Mas uma dificuldade que os eleitores de 2020 têm que os cidadãos do século 19 não tinham são as restrições causadas pela pandemia de Covid-19. Por causa das medidas de distanciamento, todos os estados americanos facilitaram as opções de voto por correspondência e de voto antecipado em postos autorizados, que já bateram recordes em 2020.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]