i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
artigo

Startups: um sonho possível

Boas iniciativas para dar suporte às startups estão surgindo no país

  • PorMarcos de Lacerda Pessoa
  • 28/05/2018 00:01
 | /Pixabay
| Foto: /Pixabay

Quem visita negócios tecnológicos emergentes no Vale do Silício impressiona-se com o enorme trabalho realizado após alguém ter sonhado em colocar um novo produto ou serviço no mercado.

Impressiona-se com o maior intervalo de tempo que as empresas nascentes levam para ir ao mercado; com os extensivos testes de mercado realizados; com as elevadas somas de dinheiro aportadas nesses empreendimentos, e com a extraordinária atividade intelectual gerada, muitas vezes em contínua interação com universidades renomadas e institutos de pesquisa consolidados.

É somente por meio da profissionalização que conseguiremos constituir mais startups bem-sucedidas

Aqui, no Brasil, a perplexidade é constatar, muitas vezes, exatamente o oposto: alguém surge com uma ideia; no mercado, testa-a mal; não busca avaliar o estado da arte do produto ou serviço a ser comercializado; requer ajuda financeira para desenvolver e comercializar, esperando fazê-lo no mais curto espaço de tempo possível; e encontra dificuldade em interagir com universidades e institutos de pesquisa, praticamente não gerando novos conhecimentos.

É certo que temos boas iniciativas no desenvolvimento de startups, mas ainda notamos um grande amadorismo nessa área.

Inovação tem a ver com mercado, sendo o insight apenas uma pequena fase do processo, e não é tarefa trivial colocar, no mercado, um produto ou serviço que traga valor para quem vai utilizá-lo, devido ao ineditismo apresentado. Aplicando o que disse Thomas Alva Edison sobre o gênio, trata-se de 1% de inspiração e 99% de transpiração.

Leia também: A regulamentação europeia de proteção a dados e seus impactos no país (artigo de Eduardo Sanches, publicado em 24 de maio de 2018)

Nossas convicções: As empresas, sua finalidade e o bem comum

Boas iniciativas, entretanto, estão surgindo no país, como os Centros de Inovação, dotados de capacidade para dar suporte de gestão às startups a fim de tornar uma nova ideia aceita no mercado. Eles proveem aos novos empreendedores auxílio para interagirem com universidades e institutos de pesquisa; ofertam serviços de advocacia especializada em novos negócios, planejamento financeiro e de marketing on-line e off-line, meios para captação de recursos, estudos de mercado, produção de cenários, contabilidade, coaching pessoal e profissional, diretrizes de comercialização, se não a própria. Essas iniciativas profissionalizam o processo de inovação e aumentam significativamente a possibilidade de sucesso para os novos empreendimentos.

É somente por meio da profissionalização que conseguiremos constituir mais startups bem-sucedidas. É com profissionalismo e muito trabalho competente que geraremos novos empregos e renda, a partir das empresas emergentes de base tecnológica.

Marcos de Lacerda Pessoa, mestre, Ph.D. e pós-doutor em Engenharia, membro do Centro de Letras do Paraná, é superintendente de Inovação da Copel, autor do livro “Sementeira de Inovação” e editor e coautor do livro “Pinceladas de Inovação”.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.