Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Avião Cessna Grand Caravan será usado para as rotas do Voe Paraná.
Avião Cessna Grand Caravan será usado para as rotas do Voe Paraná.| Foto: Gilson Abreu/AEN

A Gol iniciou nesta segunda-feira (2) a venda de passagens entre 10 aeroportos do interior do Paraná e a capital Curitiba como parte do programa Voe Paraná. Todos os voos serão realizados com o Cessna 208 Caravan, avião monomotor e turboélice com capacidade para nove passageiros.

RECEBA notícias do Paraná pelo messenger do Facebook

As aeronaves não pertencem à Gol, mas à TwoFlex, companhia fundada em 2013 a partir da união das empresas de táxi-aéreo Two Aviation e Flex Aero, com sede em Jundiaí, em São Paulo. Desde janeiro, está autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a operar voos regulares de transporte de passageiros, inclusive para parceiros, como a Gol.

A frota da TwoFlex conta com 17 aeronaves do modelo Cessna 208 Caravan, sendo que duas são de uma versão mais antiga (208A) e o restante do tipo Grand Caravan (208B), esta mais longa, moderna e com motor mais potente.

Confira abaixo as principais perguntas e respostas coletadas pela Gazeta do Povo a respeito do avião.

Quais as principais características do avião?

O Cessna 208 Caravan foi projetado pela norte-americana Cessna na década de 1980 em conjunto com a FedEx, que buscava um avião para operar em aeroportos pequenos e com boa capacidade de carga. Por isso, o resultado foi uma aeronave que consegue pousar e decolar em pistas curtas e de terreno irregular, como terra ou grama. Segundo a fabricante, o Caravan precisa de apenas 626 metros para decolar com capacidade total - todos os aeroportos paranaenses que receberão os voos têm pistas com mais de mil metros de extensão.

O avião tem a asa alta e um único motor turboélice, que tem tecnologia semelhante à dos motores jatos. A diferença é que nesse caso as hélices ficam para o lado de fora.

Com essas características, o custo de operação do Cessna 208 Caravan é mais baixo, independentemente do tipo de voo, seja para transporte de cargas, de passageiros, executivos ou militares.

O Cessna 208 Caravan é mais lento que um jato?

A velocidade de cruzeiro usual da aeronave é de 320 km/h, que pode variar de acordo com a altitude e as condições atmosféricas. Na comparação com o Boeing 737-800, principal avião da frota da Gol, é bem mais lento. O jato pode voar a 871 km/h.

Não só a velocidade, mas a altura que voam são bem distintas. Enquanto o Boeing 737-800 pode atingir 12 mil metros, o Cessna 208 Caravan voa, no máximo, a 7.600 metros. Só que por não ter cabine pressurizada, geralmente o Caravan faz voos a uma altitude próxima a 3 mil metros.

O avião é confortável?

Os aviões da TwoFlex têm capacidade para nove passageiros e dois pilotos. A configuração é de três fileiras com dois assentos de um lado do corredor e um do outro. Não há espaço sobre as poltronas para carregar bagagem.

Devido ao tamanho do avião, também não há separação entre os passageiros e os pilotos. Ou seja, quem sentar mais para frente pode acompanhar o trabalho da tripulação técnica e o voo a partir de uma perspectiva diferente.

A aeronave é segura?

O Cessna 208 Caravan apresenta níveis de segurança semelhantes aos de outros aviões da categoria. Desde a entrada em serviço em 1984, foram registrados 219 acidentes com a aeronave em todo o mundo, sendo que 81 deles ocorreram em voos de transporte de passageiros. No total, 460 pessoas morreram. Os dados são do Aviation Safety Network.

No Brasil, o histórico de acidentes com o avião tem 12 ocorrências, sendo que em cinco deles houve fatalidades. O pior registro ocorreu com uma aeronave da Força Aérea Brasileira em Bom Jardim da Serra (SC), em 2011, no qual oito pessoas morreram.

Em relação à TwoFlex, não há uma ocorrência de acidente com o Grand Caravan, mas um incidente, em 2008, em Macapá. Após um problema na decolagem, o piloto precisou retornar ao aeroporto e realizou um pouso de emergência. A aeronave sofreu danos materiais, mas ninguém se feriu.

Qual o histórico dos aviões da TwoFlex?

A maioria das aeronaves da TwoFlex voou por outras companhias aéreas anteriormente. Os mais antigos, inclusive, chegaram a voar pela FedEx. Outros serviram a TAM e a Jadlog por alguns anos antes de serem integrados à empresa paulista.

Os quatro aviões mais novos, produzidos a partir de 2009, saíram diretamente da fábrica da Cessna para a TwoFlex.

Conhece as cidades do Paraná? Responda o quiz:

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]