Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Hospital de Clínicas
HC terá centro exclusivo para tratamento de sequelas da Covid-19| Foto: Vitória Peluso

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC-UFPR), em Curitiba, vai montar um centro exclusivo para tratamento de sequelas da Covid-19.

Receba no WhatsApp notícias do Paraná e de Curitiba

O centro vai atuar em três frentes. A primeira é o  atendimento de sequelas da própria Covid-19 no organismo, como problemas cardíacos, neurológicos, perda de olfato e paladar, entre outros impactos. A segunda é são as sequelas do tratamento hospitalar, como perda de massa muscular de pacientes que foram internados na UTI. A terceira frente é o tratamento de sequelas psicológicas, como choques pós-traumático e depressão.

O HC já faz esses atendimentos pós-Covid-19, mas de forma descentralizada nas alas de cada especialidade, como cardiologia, neurologia, pneumologia, entre outras. O plano agora é levar todos esses atendimentos para um único lugar, um imóvel próximo do hospital que será alugado e adaptado com recursos arrecadados pelo grupo Amigos do HC. A entidade já tem R$ 500 mil em caixa e espera arrecadar mais R$ 500 mil. A previsão é de que o centro tenha cinco consultórios.

“Deixar o paciente à própria sorte após se curar da doença não é bom. Temos pessoas que perdem de 20 kg a 30 kg durante o internamento da Covid, que nem conseguem andar após saírem do hospital e por isso precisam de ajuda”, enfatiza a superintendente do HC, a médica Claudete Reggiani. “Com o centro multidisplinar, o Hospital de Clínicas fecha a sua linha de cuidado da Covid-19, com diagnóstico, tratamento da doença e agora tratamento das sequelas”, completa a superintendente.

O atendimento no centro será com o corpo clínico do próprio Hospital de Clínicas, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e outros agentes. Porém, o HC pode contratar mais profissionais se precisar. “Na pandemia, tivemos flexibilização para contratos emergenciais de 6 meses a dois anos. Não temos problema de equipe”, garante a superintendente.

Há possibilidade também de o atendimento do centro ser estendido a pacientes de outros hospitais. Segundo Claudete, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) já foi informada de que o centro estará aberto a estender o atendimento de sequelas para pacientes de fora do HC.

Pesquisa

Além de prestar atendimento aos pacientes, a UFPR também pretende com o centro aprofundar estudos sobre as sequelas do coronavírus. “O HC é o maior hospital público do Paraná, com o maior número de pacientes com Covid em Curitiba. Então o centro não vai ficar só no atendimento das sequelas, mas também na pesquisa”, ressaltou o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca.

Desde o início da pandemia, o HC é a principal unidade de pesquisas do coronavírus no Paraná. Em 2020, o hospital coordenou os testes clínicos da vacina Coronavac produzida pelo Instituto Butantan. O HC também participa do desenvolvimento da própria vacina de Covid-19 da UFPR, cuja pesquisa terá agora financiamento do governo do estado.

Além disso, o hospital desenvolve testes rápidos de detecção do coronavírus e participa de testes no medicamento Molnupiravir, antiviral da Covid-19 desenvolvido pelo laboratório Merck que já teve bons resultados em testes preliminares nos Estados Unidos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]