Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Cerimônia do Voe Paraná, com a presença de autoridades do estado, no Aeroporto Afonso Pena.
Cerimônia do Voe Paraná, com a presença de autoridades do estado, no Aeroporto Afonso Pena.| Foto: Jonathan Campos/ Gazeta do Povo

Com um batismo de duas aeronaves com jatos d'água, as novas rotas do Voe Paraná, programa de estímulo à aviação comercial no estado, foram inauguradas nesta terça-feira (22) no Aeroporto Internacional Afonso Pena, na Grande Curitiba. O governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) esteve no local para recepcionar os passageiros que embarcam nos primeiros novos voos saindo de Curitiba, rumo a Guaíra e União da Vitória, no interior do estado. Oficialmente, o primeiro voo do programa partiu de Campo Mourão, no Centro-Oeste do estado, às 8h50 desta terça-feira (22) e chegou a Curitiba às 9h30.

Ao todo, serão 55 voos semanais ofertados pela Gol para 10 cidades do interior: Arapongas, Campo Mourão, Cianorte, Cornélio Procópio, Guaíra, Paranaguá, Paranavaí, Francisco Beltrão, Telêmaco Borba e União da Vitória. Confira abaixo a lista de voos, por número, origem, destino, horários e frequência semanal, bem como os valores de quando as passagens começaram a ser vendidas (02/09):

Características dos voos

Segundo Ratinho Junior, mais de mil passagens para voos regionais operados pela Gol em parceria com a TwoFlex já foram vendidas – cerca de 200 para viagens até o dia 31 de outubro e a mais distante para julho de 2020. “O fato de levarmos a aviação regional para cidades que nem imaginavam que teriam voos comerciais obviamente mexe com as cidades e a autoestima é muito importante. Mas, mais do que isso, o motivo que nos levou a fazer esse projeto é fazer com que o Paraná tenha mais velocidade na relação econômica com o país”, disse o governador.

A Gol faz a venda das passagens e a Two Flex é responsável pela frota. Todos os voos serão realizados em aeronaves Cessna 208 Grand Caravan, que têm capacidade para nove passageiros. Por serem administrados pela Gol, os trechos operados na parceria com a Two Flex permitirão conexão com voos da companhia que partem do Aeroporto Afonso Pena. Além disso, os clientes acumularão milhas do programa Smiles.

Na manhã desta terça-feira (22), o economista Inácio Pereira foi um dos primeiros a fazer o check-in em um balcão da Gol reservado exclusivamente para os voos da Two Flex. Morador de Francisco Beltrão, ele viaja em média uma vez por mês para Curitiba a trabalho. “Sempre foi de ônibus ou carro”, conta. “Como estamos em uma região distante da capital – são 480 quilômetros –, a logística sempre foi uma dificuldade”, diz. Pereira pegaria o voo que faz escala em União da Vitória e, de lá, parte para Francisco Beltrão.

RECEBA PELO WHATS as nossas notícias gratuitamente. Clique aqui

Os voos iniciados nesta terça-feira (22) dão início a uma retomada do mercado de transporte aéreo no Paraná. Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mostram que o número de voos e o fluxo de passageiros apresentou queda entre 2014 e 2018, enquanto o preço das passagens aumentou. A possibilidade de redução no ICMS sobre o querosene, decretada pelo governo do Paraná em julho deste ano, deu às empresas um incentivo para expandir a oferta de voos.

Segundo o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, por meio do programa Voe Paraná, as companhias aérea aumentaram em 500 mil o número de passageiros voando no estado somente neste ano. “São várias companhias que, em parceria com o governo do estado, disponibilizaram novas rotas nacionais e internacionais. Mas, sem dúvida, o programa com a Two Flex de aviação regional é a menina dos olhos, porque liga municípios que até hoje não tinham aviação e hoje estão conectados com o Aeroporto Afonso Pena, um dos melhores, senão o melhor, do Brasil”.

“Foi um tempo recorde, e com todas as empresas alinhadas com o mesmo propósito, a gente rapidamente conseguiu fazer todos os procedimentos necessários para a segurança dessas operações”, disse o superintendente do Afonso Pena, Antônio Pallu. Os novos voos, iniciados nesta terça-feira (22), foram anunciados em agosto.

De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o Afonso Pena tem capacidade para receber 14,8 milhões de passageiros por ano. Cerca de 179 voos operam diariamente no terminal, transportando aproximadamente 17 mil passageiros entre embarques e desembarques, número que o coloca como um dos mais movimentados do Brasil.

7 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]