Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Voo da Azul entre Curitiba e Porto Alegre reinaugurou pista auxiliar do Afonso Pena. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo
Voo da Azul entre Curitiba e Porto Alegre reinaugurou pista auxiliar do Afonso Pena. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo| Foto:

A decolagem de uma aeronave com destino a Porto Alegre reinaugurou na tarde desta sexta-feira (3) a pista auxiliar do aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais. Ao custo de R$ 17,9 milhões, a estrutura do pavimento foi reforçada e feito o recapeamento dos 1.798 metros com uma tecnologia chamada de 3D, inédita em aeroportos no Brasil. A expectativa é que a benfeitoria melhore a operação e ainda diminua o tempo de viagem nos trajetos rumo ao Sudeste, principalmente São Paulo e Rio de Janeiro.

RECEBA notícias diárias do Paraná pelo WhatsApp

Com a reforma, a pista auxiliar passa a ter vantagens, já que sua posição é estratégica. Enquanto os voos que decolam da pista principal, rumo a São Paulo, precisam fazer uma manobra à esquerda para pegar a direção correta – gastando tempo e combustível –, os aviões que usarem a pista auxiliar vão economizar querosene e cerca de quatro minutos de voo.

A pista principal deve continuar sendo preferida para pousos, mas muitas decolagens devem partir da auxiliar.

A pista auxiliar foi construída na década de 40 e sofreu desgaste natural. A obra foi autorizada em março de 2018 e, com isso, somente a pista principal do aeroporto acabou sendo utilizada durante um ano.

Além de deixar o Afonso Pena sem uma alternativa em caso de problemas na pista principal, a reforma complicou a operação, que não tinha a auxiliar para ajudar no taxiamento e como opção de pousos e decolagens – aumentando assim o tempo das aeronaves em solo.

A pista principal é maior (para aeronaves grandes ou mais pesadas), conta com equipamentos melhores para operação em condições meteorológicas desfavoráveis (ILS2) e está localizada em uma posição que, na maior parte do tempo, é mais adequada em relação ao vento. Sendo assim, a principal é preferida na maior parte das vezes.

Com a reforma, o pavimento da auxiliar vira um atrativo. O asfalto foi aplicado de forma que o tornou mais regular, sem trepidação. Segundo George Kotzias, coordenador de obras e infraestrutura da Dalba Engenharia, empresa responsável pelo recapeamento asfáltico, uma máquina e um software norte-americanos permitiram utilizar uma técnica que aplica a matéria-prima conforme a demanda. O sistema fazia a avaliação do pavimento, com três leituras por segundo, e distribuía o asfalto de acordo a necessidade exata do local.

Mais agilidade

Com a pista auxiliar voltando à operação, o tempo em solo das aeronaves também deve diminuir. De acordo com especialistas consultados pela Gazeta do Povo, o tempo mínimo de distância entre as aeronaves é de dois minutos (ou cinco milhas náuticas). Assim, quando só dispõe da pista principal, o Afonso Pena obriga que os controladores de voo busquem incluir as decolagens entre os pousos, mas isso toma um tempo de manobra que provoca demoras.

Com a pista auxiliar disponível, as aeronaves podem ficar posicionadas esperando a decolagem logo depois dos pousos na principal. Assim, é possível calcular cerca de dois minutos de ganhos de operação. É importante destacar que fatores como temperatura e umidade também influenciam na avaliação.

Alguns grandes aeroportos do país ainda não contam com segunda pista. É o caso de Congonhas (SP), que tem uma auxiliar apenas para aviões pequenos. Além disso, a pista auxiliar é uma alternativa em caso de reparos na principal ou mesmo de acidentes, como foi o estouro do trem de pouso de uma aeronave em Campinas (SP) que paralisou Viracopos por dois dias em 2012.

Terceira pista

A reforma na pista auxiliar não substitui o debate em torno da construção de uma terceira pista no Afonso Pena, apontada por alguns setores como essencial para aumentar a capacidade do aeroporto. Com uma extensão maior, cargueiros maiores e mais carregados, além de mais voos internacionais diretos poderiam ser atraídos.

24 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]