i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleição municipal

O que, de fato, o prefeito pode fazer pela segurança pública?

  • 30/10/2020 18:00
Guarda Municipal de Curitiba conta com efetivo de 1,6 mil agentes.
Guarda Municipal de Curitiba conta com efetivo de 1,6 mil agentes.| Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Quando se fala em segurança pública, é comum dizer que essa é uma atribuição dos governos estadual e federal, responsáveis pela manutenção das polícias, principais organismos de repressão e combate à criminalidade. Garantir segurança à população, no entanto, vai muito além do policiamento e passa, sobretudo, pela prevenção. É aí que entra o papel dos governos municipais, a quem cabe adotar políticas preventivas e atuar em parceria com os demais órgãos de segurança.

Receba as notícias do Paraná pelo WhatsApp

Em Curitiba, a segurança pública tem se mostrado uma das principais preocupações da população, demandando assim uma atenção especial de quem assumir a prefeitura no ano que vem. No Fala Curitiba, programa de consultas públicas realizado pela prefeitura com vistas à elaboração das leis orçamentárias, o assunto aparece entre as principais demandas elencadas pelos moradores de praticamente todas as regionais. A principal reivindicação para a área verificada em 2020 é o reforço na estrutura e na atuação da Guarda Municipal, com a presença de mais agentes e viaturas em circulação nas ruas.

A Guarda Municipal de Curitiba conta atualmente com um efetivo de 1,6 mil agentes, que atuam na proteção ao patrimônio, patrulhamento e apoio aos organismos policiais. Segundo a prefeitura, a corporação tem atendido nos últimos meses uma média de 155 ocorrências diárias. Um trabalho importante, mas que precisa estar integrado com outros órgãos, na avaliação de Gerson Luiz Buczenko, coordenador do curso de Segurança Pública do Centro Universitário Internacional (Uninter).

“Não se pode mais pensar em cada instituição atuando de forma isolada. A Guarda Municipal é uma força fundamental, mas não tem condições de estar 100% presente em toda a cidade. Assim como a Polícia Militar também não consegue fazer o policiamento sozinha. Todas essas estruturas precisam estar conectadas, atuando em rede”, observa Buczenko. Para ele, essa atuação integrada precisa acontecer de forma permanente, monitorando dados e planejando ações relacionadas a grandes eventos e desastres naturais, por exemplo.

Para que isso aconteça, o especialista aponta como fundamentais investimentos em tecnologia, como sistemas de monitoramento e compartilhamento de informações em tempo real. “Temos os drones, por exemplo, que podem ser usados em eventos e locais com grande circulação de pessoas. Saber que existe um monitoramento dos órgãos de segurança já faz com que o cidadão sinta-se mais seguro e volte a ocupar o espaço público”, acredita Buczenko.

Região Metropolitana precisa estar integrada

Algumas estatísticas mais recentes apontam para uma redução nos índices de criminalidade em Curitiba. De acordo com relatório da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Curitiba e Região Metropolitana registraram no primeiro semestre deste ano quedas de 19,9% nos crimes contra a pessoa e 9,26% nos crimes contra o patrimônio em relação ao mesmo período do ano passado. Os roubos caíram 27,4%, enquanto os furtos de veículo tiveram redução de 12,1%. Por outro lado, os homicídios contabilizados somente na capital cresceram 17%: foram 142 nesse período, sendo que os bairros com mais registros foram Cajuru, Cidade Industrial (ambos com 15) e Tatuquara (12).

Ainda sobre as estatísticas de homicídios, é importante observar que alguns municípios da Região Metropolitana de Curitiba concentram alguns dos números mais altos do estado, como São José dos Pinhais (43), Piraquara (36) e Colombo (29). Por isso, Buczenko aponta a necessidade de uma maior integração também entre as prefeituras da região. “Curitiba não pode ser pensada de forma isolada. As pessoas estão o tempo todo transitando entre os municípios e o crime também. Por isso, é preciso que seja feito um planejamento integrado, a região metropolitana deve ser pensada não apenas no aspecto econômico, mas também com um olhar para a segurança pública.”

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • R

    Renato dos Santos Taborda

    ± 2 horas

    Segurança Pública trabalha sobre o reflexo do efeito causado pelas Políticas Públicas e questões econômicas local, comportamento humano, as forças de segurança fazem seu papel e estão em constante evolução, extrapolam por necessidade sua obrigação funcional para ajudar, no entanto está bem claro no texto as questões necessárias na segurança.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso