Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Descendentes prestam homenagem às vítimas da guerra no Memorial Ucraniano em Curitiba.
Descendentes prestam homenagem às vítimas da guerra no Memorial Ucraniano em Curitiba.| Foto: Ricardo Marajó / SMCS

Curitiba terá no próximo sábado (19) uma marcha pela paz em solidariedade à população da Ucrânia, país invadido por tropas da Rússia há pouco mais de duas semanas. Organizada pela Representação Central Ucraniano-Brasileira (RCUB) com apoio de outras entidades representativas de descendentes, a marcha vai ser no Centro da capital, com saída às 10h da Praça Santos Andrade indo até a Boca Maldita, no calçadão da Rua XV de Novembro.

RECEBA NOTÍCIAS DO PARANÁ PELO WHATSAPP

"A marcha será para que não só os descendentes, mas todo brasileiro possa demonstrar apoio à Ucrânia", explica o presidente da Representação, o advogado curitibano Vitório Sorotiuk. O Paraná abriga cerca de 80% da comunidade ucraniana no Brasil, a quarta maior colônia do mundo, atrás apenas da própria Rússia, Estados Unidos e Canadá.

Além de chamar a atenção para as atrocidades do presidente russo Vladimir Putin, a caminhada também pretende incentivar doações para ajudar os ucranianos. No começo de março, a RCUB lançou junto com 20 entidades a campanha Humanitas Brasil-Ucrânia para arrecadar dinheiro para as vítimas da guerra na Ucrânia.

A campanha humanitária já arrecadou R$ 400 mil até a tarde deste domingo (12). O dinheiro será depositado na conta da Embaixada da Ucrânia no Brasil para ser repassado a ações humanitárias, em especial de saúde e alimentação, não só na própria Ucrânia como nos países vizinhos que estão recebendo quem foge do conflito militar.

A arrecadação de doações da RCUB tem apoio do escritório brasileiro do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) e de entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). "Esse dinheiro não será usado para compra para armas e materiais bélicos para reforçar as forças ucranianas que estão lutando na guerra. O dinheiro vai para ações humanitárias", enfatiza Sorotiuk.

As doações podem ser feitas em PIX na chave do CNPJ 78.774.668.0001-83 da Representação Central Ucraniano Brasileira. A ajuda também pode ser feita por depósito: banco 104 (Caixa Econômica), agência 1628, operação 013 (poupança), conta 00010493-0. A organização da campanha pede para que as doações sejam feitas com dígitos de centavos. Por exemplo: se a ajuda for de R$ 100, o doador deve preencher o campo como R$ 100,01.

Ajuda dos governos federal e estaduais

Nessa semana, o presidente da RCUB conversou com a ministra da Família e Direitos Humanos Damares Alves sobre os ucranianos refugiados que estão chegando ao Brasil. De acordo com Soratiuk, a ministra colocou o governo federal à disposição para ajudar.

Além do governo federal, a Representação Central Ucraniano-Brasileira também está em contato com os governos do Paraná e de São Paulo, além de prefeituras, para ter apoio no envio de doações à Ucrânia e para receber refugiados. Soratiuk afirma não saber a quantidade de ucranianos que já chegaram ao Brasil desde o início da guerra. "Agora todo dia está chegando. Nesse domingo mesmo três ucranianos chegaram aqui em Curitiba", relata.

A RCBU também busca parceria com os governos federal, paranaense e paulista para iniciar arrecadação de remédios e produtos hospitalares, como máscaras e luvas cirúrgicas, para serem enviados à Ucrânia. "Como o transporte e armazenamento desses produtos envolvem questões sanitárias, precisamos que o poder público nos ajude nesse processo", explica Soratiuk.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]