Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Anvisa recomendou a suspensão imediata do uso da vacina da AstraZeneca em gestantes.

O pedido pegou muita gente de surpresa e levantou a suspeita sobre a segurança oferecida pelo imunizante em mulheres grávidas. Mas o que se sabe sobre essa suspensão e as causas dela? Entenda em um minuto.

Gestantes não poderão mais ser vacinadas com o imunizante AstraZenca?

O alerta em torno dos efeitos da vacina da AstraZeneca em gestantes veio após a morte de uma mulher no Rio de Janeiro que tinha recebido uma dose do imunizante.

O Ministério da Saúde investiga o caso para saber se essa morte está realmente relacionada à vacina. Até que haja uma resposta para isso, a pasta decidiu reavaliar a imunização de gestantes sem comorbidades.

As grávidas e puérperas entraram no grupo prioritário no final de abril, quando o Ministério da Saúde avaliou que as vacinas não ofereciam riscos nem para mães e nem para os bebês.

Com essa fatalidade no Rio de Janeiro, a Anvisa voltou atrás e pediu para que estados e municípios respeitem a indicação da bula e não vacinem gestantes com doses da AstraZenca sem orientação médica individual.

A recomendação é que, por enquanto, elas sejam imunizadas somente com as vacinas da Coronavac e da Pfizer.

Até o momento, oito estados já anunciaram a suspensão da AstraZenca em gestantes. Nas outras regiões, apenas algumas cidades alteraram seus cronogramas para se adequar ao alerta.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]