i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Presidência Câmara dos Deputados

Baleia Rossi diz que analisará impeachment de Bolsonaro “com equilíbrio” e questiona Lira

    • Estadão Conteúdo
    • 24/01/2021 18:47
    Baleia Rossi diz que analisará impeachment de Bolsonaro “com equilíbrio” e questiona Lira
    Baleia Rossi (MDB) tem Arthur Lira (PP) como principal oponente na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados| Foto: Luís Macedo / Câmara dos Deputados

    O candidato à presidência da Câmara dos Deputados Baleia Rossi (MDB-SP) afirmou neste domingo (24) que, caso eleito, analisará "com equilíbrio" os pedidos de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro. Nas redes sociais, o deputado disse que cumprirá a Constituição e que "não abrirá mão de suas funções" se assumir o comando da Casa. O parlamentar também questionou se o seu principal rival na disputa, Arthur Lira (PP-AL) teria algo combinado com o Planalto sobre os pedidos de impeachment.

    "O compromisso é cumprir a Constituição. Como presidente, não abrirei mão de minhas funções. Analisarei com equilíbrio os pedidos. Por quê? Arthur Lira engavetaria sem cumprir seu papel com independência? Existe algo combinado entre o Planalto e Lira neste sentido?", indagou Baleia em sua página oficial do Twitter.

    A publicação foi uma resposta ao senador Ciro Nogueira (PP-PI), que neste domingo cobrou de Baleia Rossi uma posição sobre pautar ou não o impeachment, caso fosse eleito. "Seria bom que o candidato Baleia Rossi afastasse mais uma das inúmeras dúvidas que o cercam: existe de fato um compromisso dele em pautar um pedido de impeachment ou ele pode chamar isso claramente de mentira da Gleisi (Hoffmann), presidente do PT?", questionou.

    Na sequência, Nogueira acrescentou: "Ou faz uma coisa ou outra, senão vai ficar a dúvida de que pode existir um contrato de gaveta entre o PT e Baleia Rossi. Afaste essa dúvida: tome posição!". A declaração do senador remete à aliança do PT com Baleia Rossi para sua eleição. De acordo com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, um dos compromissos de Baleia, em troca do apoio da sigla, é pautar o impeachment.

    Apesar disso, a possível cassação de Bolsonaro não é promessa de campanha de Baleia Rossi, mas o candidato atraiu a oposição com o compromisso de "analisar" os pedidos engavetados por Rodrigo Maia (DEM-RJ). O emedebista mantém a possibilidade em aberto no momento em que crescem pressões dentro e fora do Legislativo para que o tema venha à pauta. Ele prega "construir uma Câmara independente e respeitada".

    As eleições para a presidência do Senado e da Câmara estão marcadas para o dia 1° de fevereiro. Baleia é o nome escolhido por Rodrigo Maias para sucedê-lo, enquanto o Planalto apoia Arthur Lira. Cabe ao presidente da Câmara analisar os requisitos legais para iniciar a abertura de um impeachment.

    1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 1 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • F

      Freitas

      ± 0 minutos

      >>>>>>>>>>>>>> O impeachment de Jair Bolsonaro tem o apoio de 53,6% dos brasileiros, segundo o Atlas Político. Só 41,5% são contrários. É o exato oposto do que disse o Datafolha. O Atlas Político, no ano passado, deu uma surra no Datafolha (e em todos os outros institutos de pesquisa). Na disputa pela prefeitura de São Paulo, por exemplo, o Atlas Político errou por uma margem de apenas 1,4%; o Datafolha, por 4,5%. Em Porto Alegre, o Atlas Político errou por 1,9%; o Ibope, por 5,6%. Em matéria de impeachment, esses são os números que valem a partir de agora: 53,6% a favor X 41,5% contra. <<<<<<<<<<<<<<<<<

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso