• 27/01/2021 17:20
Imunização

Bruno Covas vai usar todas as vacinas disponíveis para aplicar 1ª dose

  • 27/01/2021 17:20
  • PorEstadão Conteúdo
    Número de vacinados contra a Covid-19 no Brasil ultrapassa 580 mil pessoas,
    A campanha de vacinação na cidade de São Paulo começou no dia 19 após o recebimentos de 203 mil doses da Coronavac.| Foto: Rodrigo Nunes/MS

    A gestão Bruno Covas (PSDB) definiu que vai usar as vacinas contra Covid-19 já disponíveis para aplicar a primeira dose em grupos prioritários da capital paulista, sem reservar metade do lote para a segunda dose necessária. A medida consta de instrução de prioridades para imunização na capital paulista, divulgado na terça-feira (26), pela Secretaria Municipal de Saúde. A campanha de vacinação na cidade de São Paulo começou no dia 19 após o recebimentos de 203 mil doses da Coronavac. Nesta semana, a capital recebeu mais 165,3 mil doses da vacina da Universidade de Oxford e AstraZeneca.

    Para a segunda remessa, o documento mais recente da pasta indica quais grupos devem iniciar a vacinação - lista que inclui, entre outros, todos os funcionários de hospitais públicos e privados exclusivos para covid e trabalhadores de unidades de pronto-atendimento (UPA) e pronto-socorro (PS). "As vacinas recebidas devem ser utilizadas na sua totalidade na primeira dose", afirma a instrução. O documento ressalta, ainda, que "a segunda dose deve seguir a correspondência do mesmo imunobiológico recebido na primeira dose, com o intervalo recomendado pelos laboratórios". Segundo a normativa, o intervalo para a Coronavac é de duas a quatro semanas, enquanto para a vacina de Oxford é de quatro a 12 semanas.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.