• 24/07/2020 17:46
Inquérito das fake news

Ministro estipulou multa diária de R$ 20 mil se redes sociais não bloqueassem contas

  • 24/07/2020 17:46
  • PorSérgio Luis de Deus
    Ordem do ministro Alexandre de Moraes, de maio deste ano, não havia sido cumprida dois meses após ser expedida.
    Ordem do ministro Alexandre de Moraes, de maio deste ano, não havia sido cumprida dois meses após ser expedida.| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

    O Twitter e o Facebook levaram dois meses para cumprir a ordem judicial do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), para tirar do ar as contas e perfis de investigados no inquérito das fake news. Moraes determinou o bloqueio em 26 de maio, quando também autorizou buscas e apreensões em endereços dos acusados. Na última quarta-feira (22), em novo despacho, o ministro intimou as empresas a cumprirem a determinação num prazo de 24 horas sob pena de serem multadas em R$ 20 mil por dia em que a ordem fosse descumprida. O Twitter alegou que os dados informados por Moraes em maio (nomes e CPFs) foram suficientes para localizar as contas. Desta vez, o ministro especificou os endereços dos perfis que deveriam ser bloqueadas.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.