i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Reforma

O perdão às dívidas de ruralistas voltou. Está numa brecha da nova Previdência

  • PorRoger Pereira, especial para a Gazeta do Povo
  • 23/06/2019 13:38
O perdão às dívidas de ruralistas voltou. Está numa brecha da nova Previdência
| Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Uma sutil mudança no texto da reforma da Previdência feita pelo relator deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) em seu parecer sobre a proposta do governo, que está em discussão em comissão especial na Câmara dos Deputados, deixa aberta a possibilidade de uma futura anistia aos devedores do Funrural – o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural, que serve para financiar a aposentadoria de quem trabalha no campo.

Hoje 8.275 empresas ou pessoas físicas do agronegócio acumulam uma dívida que já se aproxima dos R$ 17 bilhões com o fundo.

A proposta original da reforma, enviada à Câmara pela equipe econômica do governo, estabelecia “a vedação de tratamento favorecido para contribuintes, por meio da concessão de isenção, da redução de alíquota ou de base de cálculo das contribuições sociais ou das contribuições que as substituam, exceto nas hipóteses previstas na Constituição”.

O voto do relator, que está sendo discutido pela comissão desde terça-feira (18), suprimiu essa proibição, deixando aberta a possibilidade de que novas isenções possam ser implementadas por lei complementar. “Quanto à parte final proposta para o referido dispositivo, entendemos conter detalhamentos desnecessários na Constituição, que poderão ser objeto da futura lei complementar referenciada no próprio dispositivo”, escreveu o relator.

Ao retirar a parte do texto que limita as isenções aos casos já previstos na Constituição, o relatório deixa aberta a possibilidade de que a Câmara vote o projeto do deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), que prevê a anistia aos devedores do fundo. O Projeto de Lei 9252/17 tramita na Câmara, sem previsão de ser colocado em votação. Ele anistia o passivo do agronegócio com o fundo com base na insegurança jurídica causada por diferentes interpretações do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o tema.

Em 2010, o STF considerou, em decisão liminar, inconstitucional a cobrança da contribuição para o fundo. Baseados nesta decisão, muitos produtores do setor interromperam o recolhimento. Porém, em 30 de março de 2017 o Supremo mudou o entendimento e declarou a cobrança constitucional. Com a determinação, todos que deixaram de recolher tornaram-se devedores.

Na última segunda-feira (17), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), disse que não colocará o texto em votação enquanto o governo não demostrar de onde vai sair o dinheiro. “Não vou votar um prejuízo de R$ 30 bilhões para o orçamento público que não seja encomendado pelo governo. O governo tem que me mostrar onde tem R$ 30 bilhões para tirar. Se não, não posso entrar nessa pauta”, disse.

Promessa de campanha, crime de responsabilidade

Anistiar as dívidas do agronegócio com o Funrural é uma das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro, que teve grande apoio do setor nas eleições de 2018 e conta com a adesão da bancada ruralista a seu governo. O perdão, no entanto, pode levar o governo a recorrer em crime de responsabilidade fiscal, o que o levou a um impasse.

Hoje, com a União passando por contingenciamento dos gastos, a equipe econômica não recomenda apoio ou eventual sanção ao projeto de lei em tramitação na Câmara. Mas, além disso, órgãos do governo como a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), a Receita Federal e a Advocacia-Geral da União (AGU), já alertaram que o perdão fere a Lei de Responsabilidade Fiscal. E o descumprimento dessa lei pode levar, até, a um processo de impeachment.

14 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 14 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    AMAURI

    ± 20 dias

    Bozóides, cadê vocês?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • C

      Carlos Antonio Heidrich

      ± 20 dias

      E a cretinisse de ignorar TODAS as contribuições anteriores a Julho de 1994, quando o trabalhador se aposenta, como é que fica ?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • A

        AMAURI

        ± 20 dias

        Bozo, não brinca com coisa séria. Prá que reforma então?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • M

          marcos cesar binati

          ± 20 dias

          Dá para perdoar meu IR também?

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • C

            Carlos Indio do Brasil de Paula Neves.

            ± 20 dias

            Um ponto está muito claro, ou nos tornamos um país capitalista e adotamos as saudáveis regras de mercado de uma economia liberal e o Estado brasileiro deixa de patrocinar essas benesses para o setores produtivos que tem condições de caminhar com as próprias pernas, ou então estatizamos tudo de uma vez por todas e nos tornamos uma Venezuela. Temos que escolher o que é melhor. O Estado está quebrado por causa disso. Então é hora de colocar um basta nessas concessões. Chega de Soçar, vamos adotar o CAPITALISMO, como regra para a nossa economia.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • A

              Antonio de Azevedo

              ± 21 dias

              Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              1 Respostas
              • K

                Klin

                ± 21 dias

                O que tem a ver o "assle" com as calças se tem as cuecas no meio?

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            • M

              Marçal

              ± 21 dias

              Bancos e o agronegócio faturam como nunca desde o Lula e continuam com lucros recordes a cada ano. Precisamos dele, como economia capitalista, mas precisamos de regras mais fortes e justas. Liberar R$17bi de pendências do agronegócio é uma aberração em qq país ainda mais no momento econômico, político e nível baixíssimo da nossa educação.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • S

                Sidney Castanho Scholtão

                ± 21 dias

                Não foi a posição do STF que mudou, mas sim a lei. E uma cobrança que até então era inconstitucional tornou-se constitucional. Os agricultores que optaram por não recolher o tributo o fizeram por sua conta e risco e levarão vantagem sobre aqueles que recolheram se a dívida for perdoada.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • I

                  Iniciativa Privada

                  ± 21 dias

                  Não tem problema , vai sobrar bastante dinnheiro com o trilhão de economia em cima dos futuros aposentados.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • J

                    JOAO

                    ± 21 dias

                    Esta anistia beneficiária grandes empresas e grandes produtores ,o que seria uma injustiça com médios e pequenos produtores que cumpriram a lei e pagaram em dia.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    1 Respostas
                    • A

                      Adriano César de Souza

                      ± 21 dias

                      Teria que devolver o dinheiro dos que pagaram também

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                  • I

                    Ivan

                    ± 21 dias

                    17 bilhoes ao ruralistas e cortes de verba na educação....

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • R

                      Renata

                      ± 21 dias

                      É complicado, depois quem paga a conta é o cidadão que não tem lobby no congresso. Sem contar todo o financiamento subsidiado que recebem.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      Fim dos comentários.