i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Serviço

Passo a passo para privatização dos Correios | Entenda em 1 Minuto

    • Por Gazeta do Povo
  • 11/12/2020 09:01

O governo Federal trabalha para realizar a privatização dos Correios em 2021. Porém, o prazo para isso ainda é apertado. Entenda quais são os passos para que isso aconteça.

Entenda como será feita a privatização dos Correios

O projeto de venda dos Correios começou ainda em 2019, com a inclusão da estatal no programa de parcerias de investimentos, que permitiu a realização de estudos com empresas privadas. Em agosto deste ano, a contratação da consultoria para auxiliar o governo na privatização foi realizada.

Agora, o governo se prepara para enviar o projeto de lei para o Congresso. Esse projeto abrirá o setor postal para a iniciativa privada, possuindo um marco geral e agência reguladora, além de garantir a universalidade do setor mesmo após a privatização. A entrega dos estudos do consórcio acontecerá em dezembro.

Para dar sequência aos planos, o projeto de lei precisa ser aprovado no Congresso, depois o governo precisa incluir os Correios no plano nacional de desestatização e então começar a modelagem da privatização.

Depois, serão feitas audiências públicas para o debate, encontro com potenciais investidores e reuniões com empregados e aposentados dos Correios. Somente após esses passos, o governo poderá publicar o edital de licitação e enfim, realizar o leilão.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.