Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Depois de um longo julgamento, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por declarar como inconstitucional a prisão após condenação em segunda instância. Foram cerca de 18 horas de leitura dos votos que acabaram por beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E, como esperado, o voto decisivo foi do presidente da Corte, o ministro Dias Toffoli.

Votaram pelo fim da prisão em segunda instância os ministros Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Toffoli. Foram votos vencidos Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luiz Fux, Luis Roberto Barroso e Cármen Lúcia.

Ficha técnica

  • Edição: Alison Martins
  • Roteiro: Rodrigo Fernandes e Durval Ramos

RECEBA NOTÍCIAS PELO CELULAR: Escolha seu aplicativo favorito e receba o editorial da Gazeta do Povo e uma seleção com as notícias mais importantes da manhã e da noite de segunda a sexta-feira: https://leia.gp/noticiaswhatsapp

Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais:

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]