i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleição interna

À espera do STF, Senado “congela” articulações para disputa pelo comando da Casa

  • Brasília
  • 03/12/2020 16:18
Como estão as movimentações para disputa pela presidência do Senado
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, planeja tentar a reeleição apesar de isso ser expressamente vedado pela Constituição.| Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Enquanto na Câmara já se formam dois grupos claros para a disputa do comando da Casa, na eleição interna de fevereiro do ano que vem, no Senado o clima é de espera pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a possibilidade de reeleição de Davi Alcolumbre (DEM-AP). A Constituição veda a reeleição no comando da Câmara e do Senado dentro da mesma legislatura. Mas a expectativa é de que o STF deixe a questão ser resolvida pelos próprios parlamentares.

O julgamento no STF está marcado para começar nesta sexta-feira (4). Ele será feito em plenário virtual e os ministros têm até o dia 11 para votar. A ação foi apresentada em agosto pelo PTB, que quer que o Supremo impeça a reeleição de Alcolumbre, no Senado, e de Rodrigo Maia (DEM-RJ), na Câmara.

O artigo 57 da Constituição veda a reeleição:

"Cada uma das Casas reunir-se-á em sessões preparatórias, a partir de 1.º de fevereiro, no primeiro ano da legislatura, para a posse de seus membros e eleição das respectivas Mesas, para mandato de 2 (dois) anos, vedada a recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subsequente."

Mas a expectativa é que o STF decida que o caso é interna corporis, ou seja, cabe aos parlamentares deliberar sobre a questão.

Senado em compasso de espera

Candidato à presidência do Senado, Major Olímpio (PSL-SP) é contra a reeleição de Alcolumbre. “A Constituição é absolutamente clara; não é uma questão de interpretação jurídica. Basta saber ler”, argumenta o senador.

Olímpio diz que vai manter a candidatura independente do resultado do julgamento no STF, mas enxerga no Senado um clima de espera para outras definições. Ele acredita que, com caminho livre para reeleição de Alcolumbre, outros senadores podem desistir de disputar.

“Vejo que pode ter uma acomodação”, explica Olímpio. “Acredito que boa parte dos parlamentares entrarão nesse processo de ‘para que mudar?’”, diz.

Outros candidatos para a presidência do Senado

Segundo Olímpio, enquanto não há definição sobre a possibilidade de reeleição de Alcolumbre, há um compasso de espera por parte de outros possíveis candidatos.

Nomes como Alvaro Dias (Podemos-PR), Simone Tebet (MDB-MS), Eduardo Braga (MDB-PA) e Esperidião Amin (Progressistas-SC) podem se lançar na disputa caso Alcolumbre não consiga o aval para a reeleição.

Independentemente do cenário, Alcolumbre não deve contar com o apoio da maior parte da bancada do Muda Senado, formada por cerca de 20 parlamentares. “Posso te assegurar que a maioria do Muda Senado não vai apoiar uma candidatura do Davi”, garante Olímpio.

Eleição tumultuada

Alcolumbre foi eleito presidente do Senado em 2019, após uma manobra para impedir a eleição do senador Renan Calheiros (MDB-AL). O regimento interno do Senado prevê que a eleição para a presidência da Mesa Diretora é fechada. E, por isso, a eleição de Calheiros era dada como certa.

Nas redes sociais, porém, formou-se uma campanha pelo voto aberto à presidência da Casa por causa das denúncias de corrupção contra Calheiros. Uma das personalidades que puxou a campanha foi o então coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol.

Dallagnol chegou a ser denunciado por Calheiros ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e foi punido com a pena de censura pelos tuítes que publicou na época.

10 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 10 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • R

    RUY

    ± 0 minutos

    Se o povo continua, depois de décadas de voto livre, elegendo e reelegendo este lixo parlamentar, "alguém" tem que por ordem na casa e criar leis impeditivas para que bandidos, marginais, ladrões, corruptos, etc., não possam ser votados .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • R

      RUY

      ± 6 minutos

      Os congressistas brasileiros são o retrato do povo brasileiro ! Fim de papo. Quem elege e reelege n vezes uma maioria de corruptos, marginais, condenados, bandidos e o que de pior existe na sociedade, espera o que ? Seriedade ? Compromisso com a legalidade ? Justiça ? Ora vão catar coquinhos !

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • L

        LC

        ± 10 horas

        O STF, que por meio de seus integrantes algumas vezes interferiu no Executivo, claramente agindo como ativista político, a mesma Suprema Corte que atacou membros do Governo Federal com duras palavras, tendo inclusive o decrépito ex-ministro Celso de Mello desrespeitosamente chamado o presidente da república de " pestilento ", deveria , nesse caso avaliar quais Instituições também têm cacife para rasgar a Constituição Federal, e, se vale correr o risco de abrir precedentes, pondo em risco o sistema democrático vigente.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          J. Neto

          ± 10 horas

          Esse Alcolumbre é uma vergonha! Como é que vai pleitear algo vedado pela Constituição Federal? Senadores deveriam ser mais enfáticos nessa questão. O maior absurdo de todos os tempos no senado. É por isso que em 2022 temos que eleger 27 NOVOS senadores. Nenhum com rabo preso, isentos, que tenham moral para contestar toda e qualquer ilegalidade.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • W

            Wagner Lima

            ± 11 horas

            O STF dizer que se trata de uma questão "interna corporis", ou seja, que o Senado é que tem que decidir sobre a "interpretação" de um texto claríssimo (que diz VEDADA A RECONDUÇÃO) é um eufemismo para o que o Supremo está fazendo: tratando-se de meus 'amigos' eu abro mão de meu papel de "Guardião" da Constituição e deixo vocês decidirem o significado do texto constitucional.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • R

              Rogério

              ± 12 horas

              Algum esclarecido já disse que... "O Poder corrompe"...

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • C

                CSG

                ± 12 horas

                A caneta do STF aprova , Maia e Alcolumbre levam essa. Te cuida Bolsonaro, o teu tá na reta.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • Z

                  Zyss

                  ± 14 horas

                  Se tiver golpe de um lado, então pode ter de outro.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • V

                    Vanderlei

                    ± 16 horas

                    Esta se articulando um conluio entre poderes da República, com objetivo de um golpe institucional! A população tem que ficar atenta!!

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • M

                      Montenegro

                      ± 17 horas

                      A Constituição é clara e específica sobre reeleição, tanto para a presidência da câmara como do senado federal. Não cabe interpretações. Não há como alegar que é uma questão intramuros do poder legislativo. Caso o STF permita a reeleição dos atuais presidentes do legislativo federal, ficará claro que, por essa e por outras, a atual Constituição do Brasil vale tanto quanto um rolo de papel higiênico.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      Fim dos comentários.