Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O secretário de estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, fez uma visita à cidade de Boa Vista, em Roraima.

Entenda o que um dos principais nomes do governo Trump veio fazer na divisa do Brasil com a Venezuela em um minuto.

>> Vídeo: Por que Maduro ameaça guerra contra o Brasil?

A visita de Mike Pompeo é vista como estratégica tanto para os Estados Unidos quanto para o Brasil, principalmente na narrativa contrária ao ditador venezuelano Nicolás Maduro.

De um lado, ela garante a publicidade à narrativa eleitoral de Trump na busca pela reeleição.

Ele aparece atrás de Joe Biden nas pesquisas eleitorais e a preocupação com a política externa e a questão de Venezuela podem ajudar na imagem do presidente americano.

Tanto que o comunicado oficial do governo de Washington descreve a visita de Pompeo como um apoio dos Estados Unidos e do Brasil ao povo venezuelano em um momento de necessidade.

Já para o Brasil, a visita de Mike Pompeo reforça a boa relação entre os dois países. A proximidade com Washington e a oposição a Maduro reverberam muito bem com as bases do governo.

Além disso, espera-se algum aceno de apoio sobre a proteção da Amazônia, o que seria importante às vésperas do discurso de Bolsonaro na Assembleia Geral da ONU, nesta terça (22).

Venezuela, Trump e Bolsonaro

Bolsonaro disse, pelo Twitter, que a visita "representa o quanto nossos países estão alinhados na busca do bem comum." Ele parabenizou Donald Trump por sua "determinação" para "restaurar a democracia na Venezuela".

A manifestação de Bolsonaro foi uma resposta a críticas à visita feitas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia – endossadas por seis ex-chanceleres do Brasil: Francisco Rezek, Celso Lafer , Celso Amorim, José Serra, Aloysio Nunes Ferreira e Fernando Henrique Cardoso.

Parte dos diplomatas brasileiros vê na visita uma tentativa do governo de ajudar Trump na sua campanha de reeleição.

Soberania brasileira

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou uma nota de repúdio às declarações do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, durante visita à Roraima. A fala foi considerada pela comissão um desrespeito à soberania brasileira e uma afronta à Venezuela.

Conteúdo editado por:Rodrigo Fernandes
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]