Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Cerca de 500 servidores públicos, filiados a 12 sindicatos, participaram de uma manifestação em frente ao Palácio das Araucárias, em Curitiba, nesta quinta-feira (16), de acordo com os organizadores. O ato, feito Fórum das Entidades Sindicais (FES), começou às 13h e, em seguida, representantes das entidades se reuniram com a Secretaria de Estado de Administração e Previdência (Seap). "Nós, servidores, decidimos que vamos continuar em alerta até que tenhamos resolvido todos os itens", afirma Marlei Fernandes de Carvalho, presidente da APP-Sindicato e coordenadora geral do FES.

Dentre as reivindicações, estão um novo modelo de atendimento à saúde dos servidores e o pagamento das progressões por tempo de serviço. No caso do magistério público estadual, as exigências são o pagamento das parcelas de implementação do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN), a renovação do plano de carreira dos funcionários de escola e um reajuste de 8,59%.

Jorge Sebastião de Bem, secretário de estado de administração e previdência, e outros representantes da Seap participaram da reunião. "Cobramos serenidade do governo durante a votação do Tribunal de Contas, para que possamos reabrir as negociações", afirma Marlei, referindo-se à proposta de reavaliação dos métodos aplicados pelo Tribunal de Contas do Estado (TC) para calcular os limites de gasto com o funcionalismo. "Possivelmente, em 15 dias, isso vai estar resolvido", complementa.

Segundo a coordenadora, a Secretaria assumiu o compromisso do pagamento das progressões atrasadas a partir de outubro. A nova proposta de previdência, contudo, não foi apresentada. "Esperamos recebê-la nos próximos 15 dias para que possamos discutir o tema com os servidores", explica.

Sobre a mensagem de reajuste de 31,73% no salário dos professores das instituições estaduais de ensino superior, enviada na quarta-feira (15) pelo governador Beto Richa, a análise da coordenadora é positiva. "Já era um assunto debatido desde o ano passado. É um sinal positivo de resolução dos itens da pauta", analisa.

Na sexta-feira (17), a coordenação do fórum deve se reunir para decidir as próximas ações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]