i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
GO

Advogada é feita refém e morre baleada no porta-malas de carro

Mulher foi sequestrada e morreu quando retornava do velório de um tio. Ela foi atingida durante tiroteio entre os suspeitos e agentes da PRF

  • PorAgência Estado
  • 17/03/2014 20:21

Uma advogada de 24 anos morreu baleada nesta segunda-feira, 17, enquanto era levada no porta-malas de um carro como refém de assaltantes. Ela foi atingida durante tiroteio entre os suspeitos e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O crime aconteceu na cidade de Mineiros, a 425 quilômetros de Goiânia.

A morte da jovem ampliou uma tragédia familiar. Camila foi assaltada e morreu quando retornava do velório de um tio, ocorrido no domingo, 16. Ela foi abordada pelos assaltantes e obrigada a entrar no porta-malas do carro, um Chevrolet Corsa Classic.

Dois homens identificados como Elias Rodrigues e Fabiano foram presos por suspeita de envolvimento no assalto. Polícias Civil e Militar procuram um terceiro envolvido, identificado como Leonardo. Eles teriam abordado a mulher por volta da 1h.

Quando trafegava no Corsa, em alta velocidade, pela BR-364, o trio foi abordado pelos agentes da PRF. Eles teriam atirado contra os policiais, que revidaram.

Segundo o delegado regional da Polícia Civil em Jataí, André Fernandes, que cobre a região de Mineiros, a perícia vai indicar de onde partiram os tiros que mataram a advogada. "Vamos examinar todos os vestígios, por exemplo, os dois carros, o da vítima, e o dos policiais da PRF".

Ele acompanha a investigação, a cargo da delegada Edilaine Moreira dos Santos, de Mineiros. André informou que o terceiro envolvido já está com a prisão preventiva decretada.

Os pais da advogada, um delegado que reside em Palmas (TO) e a mãe, que mora em Ribeirão Preto (SP), eram esperados em Mineiros onde o corpo da advogada deverá ser enterrado na manhã desta terça-feira, 18.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.