i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Recomendação

Aleitamento materno previne obesidade em crianças

Pediatra recomenda que mãe amamente até os seis meses do filho. Alimentação exclusiva com leite regula o organismo da criança

  • PorG1/Globo.com
  • 11/10/2008 16:13

A alimentação exclusiva com leite materno durante os seis primeiros meses de vida da criança é recomendada por pediatras e pela Organização Mundial de Saúde como forma de garantir a proteção do bebê contra doenças. Mas há outro fator importante ligado a essa prática. Filhos amamentados por esse tempo têm menor risco de virarem crianças, e depois adultos, obesos.

"O aleitamento materno é uma maneira importante de evitar a obesidade em crianças", lembra o pediatra Fábio Ancona, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), por ocasião do Dia Mundial de Combate à Obesidade, celebrado neste sábado (11).

"Quando a criança é amamentada, ela recebe a quantidade de calorias que o organismo dela precisa – não a que a mãe ‘acha’ que ela precisa", explicou Ancona ao G1. "Isso é essencial para a regulação do metabolismo do bebê. O corpo aprende o quanto de energia ele precisa absorver para dar conta dos seus gastos de energia", diz o médico.

Quando qualquer pessoa consome mais calorias do que o seu corpo gasta de energia, elas são armazenadas em forma de gordura. "É uma equação simples", afirma Ancona. "E na primeira vez que o corpo começa a armazenar gordura, sempre que ela se perder, as células vão mandar um aviso para o cérebro que diz: você precisa comer mais", explica. É por isso que o combate à obesidade é algo que dura uma vida inteira.

Genética

Existem dois tipos principais de obesidade. O primeiro é a obesidade "exógena", ou seja, que tem causas "fora" do organismo: o consumo calórico excessivo e a falta de atividade física. O segundo é a obesidade "endógena", causada por algum outro problema do corpo, como uma falta de equilíbrio hormonal ou alguma doença.

Para saber a diferença é simples. "Cerca de 95% dos casos de obesidade é exógena", afirma Ancona. Mas há sinais de alerta para o outro tipo. Se você faz regime e exercícios e não perde peso, ou se ganha muita gordura de repente, vale a pena procurar um médico.

Para os 95% que fazem parte do primeiro grupo, é preciso levar em conta que a obesidade tem um importante componente genético, mas não é imbatível. "A pessoa precisa saber que ela vai ter que reeducar sua alimentação para a vida toda e que vai ter que fazer exercícios regularmente para sempre", diz o médico. Ou seja, não adianta fazer um regime este mês e voltar a comer como antes mais tarde.

Doenças associadas

Quem não se dispõe a fazer essa mudança paga um preço caro. A obesidade está ligada a uma série de doenças que podem levar à morte. Ela aumenta a hipertensão e os problemas cardíacos, além de causar diabetes e ser um importante fator de risco para a maioria dos tipos de câncer.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.