i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Terceiro mandato

Articulações mostram “insensatez”, diz Lula

  • Por
  • 06/11/2007 19:34

Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou ontem as articulações para aprovar a possibilidade de um terceiro mandato presidencial. Segundo ele, essas negociações são uma "insensatez pura" que provocariam "sarna" para se coçar. Lula disse que o momento não é para discutir esse tipo de assunto.

"Só interessa discutir eleições agora à oposição. O governo está com menos de um ano de seu segundo mandato e aprovamos todas as coisas que tinham de ser aprovadas. Por que nós deveríamos arrumar sarna para nos coçar discutindo eleição?", reagiu o presidente, após cerimônia no Palácio do Planalto sobre desenvolvimento econômico e social.

Segundo o presidente, o momento não é para discutir 2010 nem 2014, mas para avançar nos debates relacionados ao Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), à educação e à tecnologia, por exemplo.

"Fora isso, eu acho que é insensatez pura e falta de sensibilidade jurídica. Neste momento, o Brasil está precisando de uma coisa: tranqüilidade para ocupar seu lugar no mundo", afirmou.

Lula disse também que vai conversaria ainda ontem com o presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), para que o partido defina uma posição sobre o debate que está no Congresso sobre o terceiro mandato. Um dos defensores da proposta é o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), que já foi desautorizado por vários integrantes do PT a falar em nome da legenda.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.