A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou ontem o texto do anteprojeto de lei que propõe reajuste salarial aos professores da rede estadual de ensino em duas parcelas, 6,66% retroativos a julho deste ano e 6,65% a serem pagos a partir de outubro. Com a proposta, o reajuste acumulado em 2012, considerando a amortização da inflação de 5,1% concedida a todos os servidores em maio de 2012, chega aos 19,55% prometidos pelo governo à categoria em março deste ano.

Com a decisão, o salário dos professores é equiparado ao dos agentes profissionais do quadro do Poder Executivo. A proposta do governo foi votada na Alep, em sessão extraordinária, conforme requerimento apresentado e aprovado pela Liderança do governo, subscrito por mais 19 parlamentares. O texto agora seguirá para a sanção do governador Beto Richa.

A agilidade do processo de concessão de reajuste, no entanto, não elimina o temor de que a promessa de reajuste não seja cumprida. Isso porque o Tribunal de Contas do Estado confirmou que o governo já ultrapassou o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal em gastos com pessoal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]