i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Reunião

Assomec pressiona Comec a manter subsídio ao transporte coletivo da RMC

Intenção de prefeitos da região metropolitana é ainda fazer pesquisa de origem e destino dos usuários nos municípios integrados com Curitiba

  • PorGazeta do Povo
  • 22/03/2013 16:20

Uma comissão da Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Assomec) se reuniu na tarde desta sexta-feira (22)com representantes da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) e Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedu). Durante o encontro, os prefeitos voltaram a pedir a manutenção do subsídio estadual para a integração do transporte coletivo – pelo menos até que seja feita a licitação das linhas metropolitanas, o que ocorreria somente após a realização de uma pesquisa de origem e destino que contemple os municípios que participam da integração.

No início do mês, a prefeitura de Curitiba já havia anunciado uma pesquisa para analisar a demanda e itinerário dos usuários do transporte público na capital, que ficará sob responsabilidade do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). A intenção dos prefeitos da Assomec é estender o estudo para os outros municípios e manter a integração com tarifa única dentro do valor atual da passagem, de R$2,85.

A proposta feita pela Sedu é de que esta pesquisa mais ampla seja custeada em parceria pela Urbs (responsável pela Rede Integrada de Transporte), governo do estado e prefeituras da Região Metropolitana. O presidente da Assomec e prefeito de Pinhais, Luizão Goulart, adiantou que muitos prefeitos terão dificuldades para pagar a pesquisa e que irá solicitar apoio ao Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp), que também teriam interesse na pesquisa.

Os prefeitos também propõem que a licitação para as linhas metropolitanas aguarde o fim da revisão na planilha do custo do sistema de transporte, anunciada pela Urbs. Segundo o diretor da Comec, Rui Hara, já estão sendo tomadas as providências para a realização do processo licitatório em volta do transporte coletivo na região metropolitana.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.