• 19/10/2020 10:46
Obrigatório

Argentina: alunos da melhor universidade da AL criam abaixo-assinado contra curso de gênero

  • 19/10/2020 10:46
  • PorGazeta do Povo
    Curso sobre gênero passou a ser obrigatório para se formar em qualquer curso na UBA.
    Curso sobre gênero passou a ser obrigatório para se formar em qualquer curso na UBA.| Foto: Reprodução

    Estudantes da Universidade de Buenos Aires (UBA), a melhor da América Latina de acordo com o QS World University Rankings, criaram um abaixo-assinado para pedir a suspensão da obrigatoriedade de participar de um curso de gênero que aborda temas como "masculinidade tóxica", "história do feminismo e coletivos LGBT", "patriarcado heteronormativo", "legalização do aborto", "autoconhecimento do corpo na infância", entre outros. Caso não participem da disciplina, os estudantes não poderão se formar. A iniciativa, implementada em 23 de setembro, cumpre a chamada "Lei Micaela", de janeiro de 2019, que obriga servidores públicos a terem "capacitação obrigatória em gênero e violência de gênero", e foi estendida a todos alunos da UBA.

    Leia também: UFRJ aprova concessão do título de Doutor Honoris Causa a Xi Jinping

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.