i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Solidariedade

Brincadeira de crianças vira corrente do bem

Pequena campanha de garotos chegou às redes sociais e mobiliza centenas de pessoas a realizarem doações em Curitiba

  • PorCarolina Pompeo
  • 19/08/2015 22:00
Venda improvisada de suco organizada por dois meninos se tornou uma corrente do bem em Curitiba | Cintia Scoriza Matias/Arquivo Pessoal
Venda improvisada de suco organizada por dois meninos se tornou uma corrente do bem em Curitiba| Foto: Cintia Scoriza Matias/Arquivo Pessoal

Uma tábua de passar roupa, dois pacotinhos de suco em pó e um cartaz de cartolina escrito à mão: “Estamos vendendo suco para ajudar uma senhora idosa a comprar uma cadeira de banho e fraldas”. A simplicidade dos recursos e o fato de a iniciativa ter partido de dois garotos de 11 e 12 anos foram o suficiente para mobilizar uma grande rede de solidariedade e boa vontade em Curitiba. Em menos de um dia, não só a senhora idosa do cartaz conseguiu a cadeira de banho e fraldas de que necessitava como outros idosos acolhidos em abrigos também receberam doações enviadas por desconhecidos comovidos com a pequena campanha dos meninos.

Doe você também

Inspirada pela iniciativa de Guilherme e Arthur, a Gazeta do Povo organizou um posto de arrecadação para receber doações de todos que quiserem aderir à corrente do bem iniciada pelos meninos.

Em parceria com o Instituto GRPCOM, serão mapeados todos os locais de Curitiba que necessitam de donativos. Todas as doações recebidas serão entregues às pessoas que mais precisam e as entregas poderão ser acompanhadas por todos os leitores pela página da Gazeta do Povo no Facebook.

Onde doar: na Loja da Gazeta do Povo, localizada na Praça Carlos Gomes, 4.

Quando: todos os dias entre 9 e 19 horas.

O que doar: fraldas e cadeiras de roda e de banho.

A corrente do bem é obra de Guilherme e Arthur e nenhum dos dois poderia imaginar que o que começou como uma brincadeira bem-intencionada pudesse mobilizar tanta gente a ajudar o próximo. Ao assistir uma reportagem sobre a situação difícil em que se encontrava um abrigo de idosos, os garotos decidiram vender suco para tentar arrecadar um dinheirinho para ajudar. Conseguiram R$ 2 com a mãe de um deles para comprar os pacotes de suco em pó e lá se foram para a rua oferecer um copo de refresco pela quantia que o interessado pudesse pagar. Quem contribuísse ainda ganhava um biscoito de brinde.

“A gente não quis colocar preço no suco porque pensamos que nem todo mundo teria o dinheiro para comprar um copo. Então dizíamos: pode contribuir com o que puder, porque o importante é ajudar”, explicou Guilherme.

No primeiro dia, a venda do suco rendeu R$ 17 e a simpatia dos vizinhos de condomínio, surpresos com a boa iniciativa dos meninos. Uma vizinha, comovida com a campanha, fotografou os dois e postou a imagem no Facebook. Viralizou. Em poucos minutos, a imagem já havia sido compartilhada por centenas de pessoas encantadas com a proatividade dos garotos e interessadas em ajudar.

As mães das crianças são só orgulho. “O mais surpreendente foi ver uma atitude dessas partir de dois meninos. Eles são pequenos, nem sabem quanto custa um pacote de fraldas ou uma cadeira de banho, mas mesmo assim quiseram ajudar de alguma forma. Está todo mundo orgulhoso deles, vizinhos, professores, colegas. É bonito de ver”, disse Josiane do Nascimento, mãe de Guilherme.

Agora, eles não querem parar. “Ainda não estou acreditando no que aconteceu. Não quero parar de fazer campanha de doação. Conheci o abrigo de idosos, os moradores, foi bem legal. Vamos continuar ajudando em outras instituições também, como o Pequeno Cotolengo”, garantiu Guilherme, já planejando a próxima ação e as visitas que deseja fazer às instituições que receberem as doações arrecadadas graças aos “meninos do suco”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.