Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | André Rodrigues/Gazeta do Povo
| Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Hoje é dia da tradicional corrida de carrinhos disputada por trabalhadores que transportam frutas e verduras na Ceasa de Curitiba. O evento, realizado sempre no Dia do Trabalho, está em sua 9ª edição e é promovido pelo Sindicato dos Permissionários da Ceasa. O objetivo da ação é promover uma competição divertida para homens e mulheres que costumam acordar de madrugada para uma exaustiva jornada de trabalho. O desafio é percorrer uma distância de 50 metros puxando o carrinho, que, vazio, pesa cerca de 70 kg. Será às 15 horas, na Ceasa (BR 116 - Km 111, nº 22.881, no bairro Tatuquara).

Prêmios

A corrida é disputada nas categorias "masculino" e "feminino". No caso dos homens, são premiados os vencedores do 1º ao 3º lugar (1º colocado: R$ 1 mil; 2º colocado: uma bicicleta e R$ 300; e 3º colocado: uma bicicleta). Já as mulheres – inseridas na competição há dois anos – serão classificadas do 1º ao 5º lugar, com prêmios que variam de R$ 800 (1º lugar) a R$ 100 (5º lugar). Embora a competição comece às 15 h, a festa do Dia do Trabalho terá início ao meio-dia, com parque de diversões para crianças, com brinquedos infláveis, cama elástica e oficinas de argila, entre outras atrações. Também haverá a distribuição de lanches e corte gratuito de cabelo.

Comboio rumo a Morretes

Divulgação/Loja de Notícias

Pelo 10º ano consecutivo, milhares de motociclistas vão se reunir no feriado do Dia do Trabalho para descer em comboio a BR-376 rumo a Morretes, no Litoral do Paraná. O Moto Passeio Savages espera cerca de 10 mil motos e 20 mil pessoas, de várias partes do Brasil. O encontro é organizado pela empresa Motos Savages com o apoio da prefeitura de Morretes. A largada será na Avenida Dr. Dário Lopes dos Santos, no bairro Rebouças, em Curitiba, às 10 horas. Chegando a Morretes, a concentração será no Centro de Eventos da cidade, onde uma ampla estrutura foi montada, com praça de alimentação, estacionamento e área para shows de manobras.

Cena lamentável!

Reprodução/Facebook

Nesta semana, o Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), na Praça Santos Andrade, região central de Curitiba, amanheceu pichado (foto), mais uma vez. Em 2012, a fachada do edifício foi restaurada e recebeu nova pintura. Mas é difícil manter a integridade do prédio. No ano passado, as paredes já haviam sido rabiscadas com caneta, como mostrou a coluna naquela época.

Estacionamento irregular

A coluna falou ontem sobre motoristas que desrespeitam a lei e estacionam antes das 20 horas na terceira pista (faixa da direita) da Avenida Visconde de Guarapuava, no trecho entre as ruas Francisco Rocha e Padre Ildefonso, no bairro Batel. Um leitor lembra que o mesmo problema ocorre na Rua Desembargador Motta, na quadra do Hospital Pequeno Príncipe. "Já passei no meio da manhã, na hora do almoço e também no meio da tarde, e sempre tem veículos parados. Às vezes é possível ver a quadra inteira com carros estacionados. Cadê a fiscalização?", questiona ele. Uma jornalista aqui da Gazeta conta que já presenciou diversos carros sendo multados no local, onde é proibido estacionar das 7 às 20 horas. Fica aqui o alerta!

Estacionar em locais e horários proibidos pela sinalização é infração grave, de acordo com o artigo 181 do Código Brasileiro de Trânsito. O motorista está sujeito a multa e remoção do veículo.

Dê sua opinião

O que você achou da coluna de hoje? Deixe seu comentário e participe do debate.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]