Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Curitiba e os municípios da região metropolitana (RMC) registraram, juntos, 15 mortes violentas, no último fim de semana – entre as 20 horas de sexta-feira (20) às 8 horas de segunda-feira (23). Os números foram obtidos com base em boletins do Instituto Médico Legal (IML) e levam em consideração as mortes causadas por ferimentos de arma de fogo ou branca, e agressões físicas. Do total verificado no período, oito casos aconteceram na capital e sete, na RMC. Em 14 casos, foram usadas armas de fogo para os crimes. No outro caso, o homicídio foi cometido com arma branca.

Dos crimes fatais cometidos na região metropolitana, dois aconteceram em Piraquara e dois, em Pinhais. Os municípios de São José dos Pinhais, Araucária e Campo Largo tiveram um homicídio, cada um.

Os números mostram o número de homicídios vem oscilando em agosto. No primeiro fim de semana do mês, entre 31 de julho e 2 de agosto, Curitiba e RMC tiveram o período com o menor número de ocorrências deste ano. O fim de semana seguinte, no entanto, foi o mais violento desde fevereiro deste ano. Na semana passada, a capital chegou a ficar mais de 70 horas sem registrar crimes fatais.

Em julho, a média foi de 12 homicídios por fim de semana. Junho teve 16 mortes violentas por período. Em maio, foram 13 casos. Em abril, a média registrada foi de 17 crimes fatais por fim de semana.

Casos

O último homicídio foi registrado na madrugada desta segunda-feira. Por volta das 6 horas, moradores da Rua Gardenio Scorzato encontraram o corpo de Patrícia Lisboa, de 31 anos, morta a tiros. Ao lado da vítima, havia um litro de conhaque e um cachimbo artesanal usado para consumir drogas.

A Delegacia de Homicídios (DH) ouviu familiares da vítima, que teriam informado que Patrícia seria usuária de crack e que costumava passar os fins de semana fora de casa. De acordo com a polícia, vizinhos ouviram o barulho dos disparos por volta das 4 horas desta segunda. A DH ainda investiga a motivação e autoria do crime.

No domingo (22), o gesseiro Orinton Flávio Pires, 30 anos, foi encontrado morto com um tiro na cabeça, dentro do porta-malas do próprio carro, um Peugeot branco, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Familiares informaram à polícia que ele estava desaparecido desde o fim da tarde de sábado, quando saiu para buscar o dinheiro de um aluguel.

Em Araucária, na RMC, um adolescente de 17 anos foi assassinado com um tiro no peito, no bairro Fazenda Velha. O tiro foi disparado por um primo dele, que também tem 17 anos. A polícia não soube informar o motivo do crime, mas há suspeitas de que o tiro pode ter sido disparado acidentalmente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]