Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Duas pessoas foram mantidas reféns por duas horas, sob a mira de armas, em um posto de combustíveis de Arapongas, Norte do estado. O sequestro começou no início da manhã de ontem em Apucarana, onde as vítimas foram abordadas. Segundo o delegado Valter Helmut, de Arapongas, dois homens pretendiam assaltar uma empresa em Apucarana, mas não havia dinheiro no estabelecimento. Então, levaram o empresário Gilson Alves Ribeiro e a secretária dele, Luciane Amanda. "Os criminosos queriam levá-lo até um caixa eletrônico para sacar dinheiro no interior da cidade de Arapongas."

A dupla iniciou a fuga usando o carro de Ribeiro. O combustível acabou e um cerco foi montado no posto. A negociação foi tensa. "Um deles chegou a atirar contra os policiais, mas iniciamos rapidamente uma negociação porque sabíamos que havia reféns", disse o delegado. Juliano Santos, 23 anos, e Valmir Borges, 26, só se renderam depois de receber do delegado garantias de que não sofreriam represálias. Eles responderão pelos crimes de roubo e sequestro. As vítimas foram atendidas pelo Samu, mas não sofreram ferimentos graves.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]