i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Fazendeiro é suspeito de matar médico no interior de SP

  • PorAgência Estado
  • 28/06/2013 12:52

A polícia deve pedir nesta sexta-feira, 28, a prisão preventiva do fazendeiro Aparecido Dias Barbosa, de 62 anos, e da mulher dele, Érica Patrícia Cruz, de 36, pelo assassinato do oftalmologista Hedilon Silveira Júnior, de 50 anos. O médico foi morto com um tiro no peito e golpes de foice na cabeça, na madrugada de quarta-feira, 26, quando estava na fazenda de Barbosa, que tinha arrendado havia alguns meses, em General Salgado, na região de Araçatuba (SP).

O médico teve seu corpo jogado na carroceria de uma caminhonete. Outras três pessoas ficaram reféns de quatro bandidos, entre eles uma mulher. Um amigo do médico e um funcionário da fazenda foram jogados em um rio de uma altura de 15 metros. De acordo com o delegado titular de General Salgado, Eugênio do Valle, o casal proprietário da fazenda foi reconhecido em fotos por todas as vítimas que estavam na fazenda no dia do crime.

O homicídio teria acontecido por causa de uma suposta dívida pelo arrendamento. Diversas ocorrências de ameaças, entre o médico arrendatário e o proprietário da fazenda, foram registradas nos últimos seis meses na delegacia de polícia de General Salgado.

Segundo a Polícia Civil, a mulher do fazendeiro simulou um encontro amoroso com o caseiro para que ele deixasse a porteira aberta. Dessa forma, à noite, ela e o marido poderiam entrar sem serem percebidos. Atraído à fazenda, com a justificativa de que uma terceira pessoa estaria interessada em comprar seus cavalos, o médico foi assassinado. O caseiro, conforme a polícia, teria sido usado como laranja do casal, que se encontra foragido.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.