Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Os quitutes são alguns dos atrativos da Feira de Inverno | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
Os quitutes são alguns dos atrativos da Feira de Inverno| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Começa nesta sexta-feira (19) a tradicional Feira de Inverno de Curitiba, organizada pelo Departamento de Artesanato do Instituto Municipal de Turismo (CTur). O evento vai até e 18 de julho nas praças General Osório e Santos Andrade. Nestes locais serão vendidos produtos de artesanato, peças de vestuário de inverno, guloseimas, comidas e bebidas típicas da estação, como pinhão e quentão.

Acompanhe todas as informações sobre a chegada do inverno

Na Osório, serão montadas 61 barraquinhas, sendo seis destinadas a entidades sociais. Serão vendidas comidas e artesanato, incluindo doces e chocolates. O quentão e o pinhão também serão atrações do evento. Já na Santos Andrade a feira terá apenas 18 barracas, mas com a mesma diversificação de produtos, segundo a prefeitura de Curitiba.

Com a crescente procura por parte dos comerciantes, a seleção é cada vez mais criteriosa. A escolha do que será vendido é feita por pessoas ligadas às associações de artesãos de Curitiba, Fundação Cultural e CTur. “É feita a avaliação desses produtos, baseada em alguns critérios como: execução, acabamento, criatividade, estética, funcionalidade, apresentação e as características artesanais são também bastante importantes”, explica Marili Pires Lesnal, coordenadora do Setor de Artesanato da prefeitura de Curitiba.

Feira de Inverno de Curitiba

Data: 19/06 a 18/07

Praça General Osório – de segunda a sábado, das 10 às 21 h | Domingos, das 14 às 19 h.

Praça Santos Andrade – de segunda a domingo, das 10 às 20 h.

Para a venda dos produtos alimentícios, é exigida dos participantes a apresentação da Licença Sanitária concedida pelo órgão responsável em Curitiba ou Região Metropolitana, além da vistoria do local de produção.

Segundo Marili, a Feira de Inverno é uma excelente oportunidade para a expansão, divulgação e geração de renda para os comerciantes, além de ser importante na socialização entre os expositores e público.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]