i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Futuro das Cidades

Barcelona vai usar anticoncepcionais para controlar população de pombas

Esterilização deve substituir prática de sacrificar os animais, até então o principal método de controle utilizado pela prefeitura da cidade espanhola

  • PorDa Redação
  • 05/01/2017 09:05
Nos últimos 20 anos, a população de pombas quase dobrou, em Barcelona | M. Peinado/Creative Commons
Nos últimos 20 anos, a população de pombas quase dobrou, em Barcelona| Foto: M. Peinado/Creative Commons

A prefeitura de Barcelona vai apelar para métodos anticoncepcionais para controlar a população de pombos na cidade. O método já foi testado em cidades menores, como em Gênova, na Itália, onde funcionou por oito anos. O município estima que passa de 85 mil o número de pombos na cidade. O que é um problema tanto para edifícios e espaços públicos, que muitas vezes são danificados, quanto de saúde pública, já que as aves podem transmitir doenças.

Entre dezembro e março, a prefeitura vai realizar um censo, para precisar qual o tamanho da população de pombas na cidade. A partir de abril, o contraceptivo Nibarcazina vai ser espalhado pela cidade, em especial nas regiões de maior densidade populacional, ou onde há mais reclamação.

Aplicativo usa pombos para medir qualidade do ar na cidade de Londres

Barcelona cria “superquadra” que limita carros e libera ruas para pedestres

LEIA MAIS sobre o Futuro das Cidades

O estudo, liderado pela Câmara Municipal (e com apoio do Conselho Municipal de Convivência, Defesa e Proteção dos Animais) deve levar um ano e meio, segundo informações do jornal catalão ARA. O anticoncepcional vai ser distribuído, na forma de milho, em três pontos da cidade. A ideia é analisar como o alimento influência na presença de pombos, e conseguir coletar dados com base científica, para aferir a eficácia do método.

O estudo vai ser supervisionado pelo Conselho Municipal de Convivência, Defesa e Proteção dos Animais. Biólogo da Ovistop Ibérica, que comercializa o medicamento, Joseph Costa garante que a Nicarbazina não afeta outras espécies, além das pombas. Ao ARA, ele declarou que a redução de pombas é de 30% no primeiro ano, mas chega a 80%, ao final de cinco anos.

O preço da alimentação varia entre cinco e vinte mil euros (algo entre R$ 17 a R$ 68 mil) por ano, conforme a densidade da população. “Um pouco mais caro do que a captura, mas se considerarmos que elas servem pouco a longo prazo, [esterilizar] é mais barato”.

Recentemente, entidades de defesa dos direitos dos animais denunciaram que a prefeitura pretendia prorrogar uma licitação de 407 mil euros (cerca de R$ 1,3 mi) com uma empresa privada responsável por tirar a vida das aves urbanas. A esterilização, por hora, vai ser uma ação de testes. Mas a Agência de Saúde Pública de Barcelona já anunciou que vai interromper a morte dos animais, por hora.

“A Agência encerra a captura e sacrifício de animais imediatamente. A instituição vai continuar a monitorar o estado de saúde dos pombos em Barcelona e controlar os riscos que estes representam à saúde pública”, diz o comunicado.

A “matança”, dizem os ambientalistas, além de cruel é ineficaz. Um estudo publicado pela própria Agência de Saúde Pública, em 2009, mostra que a população de pombas aumentou em 95% desde que a morte virou a principal forma de controle populacional, há 20 anos.

Em entrevista ao jornal La Vanguardia , a advogada Esther Palmés, da Comissão de Proteção dos Direitos dos Animais de Barcelona, defendeu o uso da Nicarbazina. “É um medicamento aprovado pelo Registro Sanitário da União Europeia e pelo Registro Sanitário da Espanha para inibir a formação de ovos das aves, e há várias provas científicas que mostram redução efetiva no números de animais, e com um custo econômico muito inferior ao de matar as aves”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.