Animação do bloco Garibaldis e Sacis no ano passado na região central de Curitiba | Henry Milleo / Agência de Notícias Gazeta do Povo
Animação do bloco Garibaldis e Sacis no ano passado na região central de Curitiba| Foto: Henry Milleo / Agência de Notícias Gazeta do Povo

Calendário

Confira as datas de apresentações do bloco Garibaldis e Sacis:

25 de janeiro

Avenida Marechal Deodoro.

7 de fevereiro

Avenida São José dos Pinhais, no bairro Sítio Cercado.

8 de fevereiro

Avenida Marechal Deodoro, com a participação da Orquestra Contemporânea de Olinda.

Os eventos são gratuitos, com início às 15 horas.

Curitiba começa a fazer neste domingo o esquenta para o carnaval. A partir das 15 horas, a Avenida Marechal Deodoro vai se transformar na "Arena Pré-Carnaval" e será ocupada pelos foliões do bloco Garibaldis e Sacis.

O tema do desfile é considerado "tradicional", ou seja, todos estão livres para curtir a festa fantasiados de palhaço, cigano, pirata, arlequim, colombina e pierrô, entre outros.

O bloco também irá se apresentar em outros dois dias: 7 de fevereiro no Sítio Cercado, na Avenida São José dos Pinhais, e 8 de fevereiro, com o reforço da Orquestra Contemporânea de Olinda, novamente na Marechal Deodoro. O número de apresentações diminuiu neste ano, pois o grupo realizava historicamente quatro "saídas" nos domingos antecedentes ao carnaval.

Neste ano, o Garibaldis e Sacis homenageia os irmãos e ex-integrantes da bateria do bloco que faleceram ano passado, Israel Machado e Gilberto Machado Fomo. Além disso, a camiseta oficial do Garibaldis e Sacis – que será vendida nas saídas do bloco – homenageia o humorista mexicano Roberto Balaños, que interpretava os personagens Chaves e Chapolin.

"O Garibaldis e Sacis promove atividades durante todo o ano. São oficinas permanentes, apresentações, temos o Arraiá da Anita e o bloco de pré-carnaval, nosso carro-chefe, que sempre prepara surpresas. Queremos que Curitiba esteja viva e que a festa contemple todas as tribos", afirma o carnavalesco Itaercio Rocha.

Estrutura

Segundo a prefeitura, a Marechal Deodoro, que voltou a receber o desfile das escolas de samba e o pré-carnaval no ano passado, estará cercada entre os cruzamentos com a Rua Barão do Rio Branco e Avenida Marechal Floriano e terá entradas e saídas pelas ruas Barão do Rio Branco, Marechal Floriano e pela Rua Monsenhor Celso. O percurso dos blocos também começa na Barão do Rio Branco e termina na Marechal Floriano.

A Guarda Municipal, a Polícia Militar e seguranças particulares acompanharão todo o evento. Banheiros químicos serão instalados em toda a extensão da via. Haverá espaço adequado para que pessoas com deficiência também aproveitem a festa. Não será permitida a entrada com garrafas de vidro.

O trânsito de veículos na Marechal Deodoro será bloqueado a partir das 14 horas e liberado após as 20 horas. O acesso ao local também pode ser feito por ônibus, que continuarão atendendo a região com ajustes de rota. O bloco foi "transferido" para a Marechal Deodoro no ano passado. O argumento do poder público foi que o Largo da Ordem, onde a festa era realizada, não suportava tamanha multidão.

Violência

Em 2012, o evento foi marcado pela violência. Uma intervenção da Polícia Civil e Militar, logo após a apresentação do bloco Garibaldis e Sacis, no Largo da Ordem, em Curitiba, terminou de forma violenta. Pelo menos quatro pessoas precisaram ser hospitalizadas. Por volta das 21 horas do dia 5 de fevereiro daquele ano, quando o bloco já havia encerrado a apresentação, milhares de pessoas ainda permaneciam no Largo da Ordem.

Um suposto ato de vandalismo contra uma viatura motivou uma ação de policiais da Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais (Rone), que começaram a dispersar a multidão. Eles desceram pelo Largo da Ordem, disparando balas de borracha e bombas de gás nos foliões.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]